Breaking News
recent

Cidades do interior da Bahia registram aumento nos casos de Covid-19 após festas juninas

 

Foto: Prefeitura de Salvador

O período do São João já passou, mas os vestígios do festejo seguem aparecendo pela Bahia. Após a realização de grandes festas em Salvador e no interior do estado, os números de casos de pessoas infectadas com covid-19 cresceram de forma surpreendente. 

Na cidade de Santo Antônio de Jesus, por exemplo, cerca de 50% das pessoas que estão fazendo a testagem após o festejo estão positivando para a doença. No entanto, o Secretário de Saúde do Município, Leonel Cafezeiro, reforça que não foram registrados casos graves de Covid na cidade. 

“Nesses três últimos dias, nós tivemos 332 casos positivos. Estamos testando amplamente. Só ontem, testamos 361 pessoas e dessas 162 foram positivos, então é algo em torno de 50%. Mas até agora nenhum grave, nenhum precisou de assistência hospitalar. Após a testagem positiva, nós recomendamos que a pessoa se mantenha isolada para que não contamine outras pessoas”, ponderou.    

A mesma situação acontece com a cidade de Cruz das Almas, onde houve um aumento de aproximadamente 1.400% nos casos. Com apenas três casos ativos no início de junho, o número saltou para 47 no dia 28. A secretária de saúde do município, Kaliane Ferreira, destaca que a procura pela testagem de covid aumentou consideravelmente. 

“No meio de junho a gente já começou a apresentar aumento nos casos de Covid-19. Após a festa [de São João], a procura aumentou e abrimos o centro de testagem para Covid e a procura intensificou”, disse. 

O técnico da vigilância epidemiológica da Bahia, Ramon Saavedra, reforça que a Secretaria de Saúde do estado vem monitorando com atenção essa crescente no número de casos.    

“Desde antes do São João, desde o final de maio, a gente percebe que a curva epidêmica de Covid-19 na Bahia está em uma discreta ascensão. Por causa disso, a secretaria de Saúde do estado já vem montando uma estratégia com todas as secretarias municipais no sentido de manter-se em alerta e intensificar a vacinação

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.