Responsive Advertisement

 

Um homem, identificado como Carlos Santos Ribeiro, foi condenado a 37 anos de prisão por mandar matar a mãe e a avó, por conta da herança. Ele também foi acusado de tentativa de homicídio contra uma outra mulher, testemunha dos crimes. O objetivo do sentenciado era herdar sozinho uma casa que pertencia à mãe. O crime aconteceu em 2007.

O júri popular aconteceu no dia 13 de junho, na cidade de Vitória da Conquista, mas a decisão foi divulgada na terça-feira (18), pelo Ministério Público Estadual (MP-BA). No dia do crime, a mando de Carlos, um homem armado entrou na casa em que as duas mulheres moravam e matou a tiros Ionice Souza Santos, mãe do condenado, e Clarice Souza Santos, avó de Carlos.

Uma mulher, que se chamava Amanda Castro Silva, também estava na casa no momento do crime e também foi atingida pelos tiros. No entanto, ela não morreu. O MP não detalhou se ela possuía algum grau de parentesco com as vítimas. Na sentença, o juiz Valnei Mota Alves de Souza destacou que a condenação foi agravada por motivo torpe, para obter vantagem material e para assegurar a impunidade.

Post a Comment