Responsive Advertisement
A Santa Casa de Itabuna e o Governo do Estado iniciaram, nesta quarta-feira (26), a segunda etapa da obra da requalificação e ampliação do Hospital São Lucas, que desde julho do ano passado está funcionando com 27 leitos de internação clínica de pacientes regulados. Nesta nova fase da obra, será construída unidade de hemodiálise, com 54 poltronas. A previsão é que esta etapa seja concluída no próximo ano.

Segundo a Santa Casa, o objetivo desta etapa da obra é ampliar o atendimento aos pacientes renais crônicos, além de manter e melhorar o atendimento já existente no Hospital Calixto Midlej Filho (HCMF). A estimativa de conclusão da obra é de 18 meses, conforme o convênio firmado com o Governo da Bahia.

“Há quatro etapas de transferência de recursos do Governo do Estado. A primeira já está em caixa, o que possibilitou o início da obra, enquanto as demais serão repassadas de acordo com o cronograma de execução. Se esses repasses ocorrerem sem nenhum contratempo, a obra será concluída em oito ou nove meses”, informou André Wermann, primeiro-tesoureiro da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna
PREFEITO ACOMPANHA INÍCIO DA SEGUNDA ETAPA DO SÃO LUCAS

Acompanhado de secretários municipais, o prefeito Augusto Castro esteve no Hospital São Lucas para o início das obras. Augusto destacou que, na última campanha eleitoral, havia se comprometido em reabrir o Hospital São Lucas, que estava desativado e em completo estado de abandono.
Hoje o Novo Hospital São Lucas é uma realidade. A primeira etapa foi entregue pelo governador Jerônimo Rodrigues (PT), em julho passado, e agora, nesta parceria do município com o Governo da Bahia e Santa Casa, vamos iniciar uma nova fase para desafogar e humanizar o serviço de hemodiálise de Itabuna”, disse Augusto.

O prefeito se emocionou ao lembrar que quando foi acometido pelo vírus da Covid 19, precisou fazer hemodiálise e o drama que cada sessão do tratamento o acometia. “Somente quem precisa se submeter a uma máquina de hemodiálise, sabe o sofrimento que é. Contribuir para melhorar a qualidade desse processo terapêutico é muito gratificante, pois sei o que isso representa para o paciente”, declarou Augusto Castro.

“A cidade terá duas unidades de hemodiálise, o que significa um aumento muito expressivo. A futura unidade do Hospital São Lucas terá capacidade de atender cerca de 320 pacientes por mês, dentro do regramento do Ministério da Saúde, em atender nos três turnos”, disse Augusto.

Para o provedor da Santa Casa de Itabuna, Francisco Valdece, assim como a primeira etapa do novo Hospital São Lucas, essa segunda fase somente é possível graças à parceria entre a Santa Casa, o município de Itabuna e o Governo da Bahia. “Em breve, estaremos com uma nova unidade de hemodiálise, pronta, acabada e funcionando, oferecendo mais conforto e atenção aos pacientes”, afirmou o provedor Valdece.

Post a Comment