Responsive Advertisement

 

Pela primeira vez na história, o contrato de cacau com vencimento em maio terminou o pregão cotado US$ 9.649 a tonelada, com alta diária de 7,94%, na bolsa de Nova York. Agora, analistas que antes enxergavam nos US$ 10 mil o pico de preços começam a vislumbrar valor ainda maior, diz Ale Delara, sócio da Pine Agronegócios.

“A colheita da safra principal na Costa do Marfim será a menor dos últimos 23 anos. A escassez de produto já leva analistas a enxergarem uma alta que pode levar o cacau a atingir os US$ 12 mil a tonelada em Nova York”, afirma.

Post a Comment