Responsive Advertisement

 

Um vendedor de acarajé, identificado como Jairo Brandão dos Santos, de 25 anos, foi morto a tiros, após ser surpreendido por um motoqueiro no bairro de Castelo Branco, em Salvador. O caso aconteceu na noite de sábado (24), por volta das 23h.

O irmão de Jairo, Jefferson Brandão, contou que sua família tem uma barraca onde acarajés são vendidos na Praça Mestre Gude.

Depois de fechar o estabelecimento, Jairo se preparava para entregar alguns acarajés não vendidos para moradores em situação de rua que dormiam em outra praça próxima. Nesse momento, ele foi surpreendido pelo motoqueiro armado.

"Quando ele foi entregar os acarajés, o motoqueiro chegou. O rapaz começou a atirar indiscriminadamente e meu irmão tomou um tiro na cabeça", disse.

Ainda de acordo com Jefferson, seu irmão era uma "pessoa boa", sem ligação com crimes e os tiros teriam acertado também outro homem e uma idosa em um ponto de ônibus. A vítima estava de uniforme e com o saco para doação em mãos quando foi baleada.

Segundo familiares que testemunharam a agressão, o suspeito, após fazer os primeiros disparos, ainda teria voltado a cena do crime e atirado mais duas vezes em Jairo, na região do tórax e do abdômen. A Polícia Militar, no entanto, não confirmou que outras pessoas foram atingidas.

Em nota, a PM informou que Jairo foi socorrido por populares para o Hospital Eládio Lasserre e não estava mais no local do crime quando chegaram as equipes da 47ª Companhia Independente de Polícia Militar (47ªCIPM/Pau da Lima).

Conforme a Polícia Civil, guias de perícia e remoção foram expedidas e o caso é investigado pela 2ª Delegacia de Homicídios (DH/central). Não existem indícios de autoria ou motivação. O enterro do jovem está marcado para esta segunda (26), no Cemitério Quinta dos Lázaros, no bairro da Baixa de Quintas, em Salvador.

Post a Comment