Responsive Advertisement

 

Os deputados estaduais aprovaram, nesta terça-feira (16), o reajuste de 4% para os servidores da Bahia. Em sessão na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), muitos representantes dos servidores realizaram protestos nas galerias da Casa. O PL foi aprovado com o voto contrário da bancada de oposição. O reajuste do salarial retroativo é em feveiro.


O projeto do reajuste dos servidores foi unificado ao PL do incremento do percentual de contribuição do Plansev, plano de saúde dos servidores baianos. Outro reajuste que seria votado foi o de aumento da contribuição do Planserv, porém, através de acordo entre as bancadas, a apreciação foi postergada. 


O deputado estadual Alan Sanches (União Brasil), líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), chegou a apresentar uma emenda modificativa ao projeto, onde propôs elevar a correção para 9%, como aconteceu no âmbito do governo federal. Porém, não teve sucesso.


 Já o líder governista, o deputado estadual Rosemberg (PT), pontuou que o percentual é o que o governo consegue garantir. "O governo federal nos últimos quatro anos não deu 1% para os servidores. É natural que os apoiadores do governo passado reajam a essa posição. Pois não teve nenhum reajuste linear (...) tenho visto em diversas prefeituras da Bahia a manifestação não por causa de 4%, mas por não ter nenhum reajuste", disse.


A oposição adiantou ao Bahia Notícias a aprovação, no entanto anunciaram a saída antes da votação por não concordarem com a porcentagem proposta.


Muitos protestos foram feitos na Assembleia, desde a chegada dos deputados até o momento da votação. Desde a divulgação do percentual do reajuste, muitas entidades representativas dos servidores baianos manifestaram a insatisfação (reveja aqui).


 


Post a Comment