Breaking News
recent

Mulher dada como morta após se 'afogar' é encontrada na beira da estrada em SP

 

Mulher dada como morta após se 'afogar' é encontrada na beira da estrada em SP
Foto: Reprodução / Redes Sociais

A esteticista Priscilla Pereira da Silva, de 46 anos, foi dada como morta na última terça-feira (17), após desaparecer no mar em Peruíbe, no litoral de São Paulo. Sem saber nadar, ela conta que "tomou um caldo" (foi atingida por uma onda) e foi arrastada para longe da costa.

 

O sumiço da mulher durou quase 9h, até que foi encontrada na beira da estrada pedindo por socorro. Ela relata ter sido "abençoada" com um "milagre". A família, inclusive, já havia sido desacreditada sobre as chances de encontrá-la com vida e alguns conhecidos já se manifestavam lamentando a morte, de acordo com o G1.

 

Priscilla e a patroa estavam caminhando, por volta das 7h, com a água na altura do joelho pela Praia do Guaraú e realizavam uma "hidroginástica improvisada". Segundo ela, era uma rotina de todas as manhãs. Até que, de repente, o mar começou a ficar forte e agitado.

 

"Pegamos uma marola misturada com onda e, quando vimos, já estávamos com a água na altura do peito. Depois, veio outra onda que nos cobriu", relembra Priscilla, que afirma ter permanecido consciente a todo instante. Ela inclusive viu a patroa deixar o mar após se esforçar muito.A amiga, assim que deixou a água, foi pedir ajuda. Os socorristas do Corpo de Bombeiros chegaram rápido, segundo Priscilla, mas não conseguiam encontrá-la.

 

O problema foi que eles [bombeiros] não me acharam. E aí eu fiquei lá, boiando e 'nadando cachorrinho'. Quando eu cansava , boiava. Quando estava mais descansada, 'nadava cachorrinho'. A amiga, assim que deixou a água, foi pedir ajuda. Os socorristas do Corpo de Bombeiros chegaram rápido, segundo Priscilla, mas não conseguiam encontrá-la.

 

O problema foi que eles [bombeiros] não me acharam. E aí eu fiquei lá, boiando e 'nadando cachorrinho'. Quando eu cansava , boiava. Quando estava mais descansada, 'nadava cachorrinho'.

 

Passado um tempo, entre o 'nado cachorrinho' e as pausas para descanso, a esteticista lembra ter avistado algumas pedras que davam acesso à faixa de areia e decidiu 'nadar' naquela direção. Quando se preparava para subir, porém, uma nova onda a empurrou contra as rochas: "Fiquei toda esculhambada"

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.