Breaking News
recent

Dupla é presa em Ibicaraí após roubar gado avaliado em mais de R$ 100 mil

 

Na tarde desta quarta-feira (11), 28 cabeças de gado avaliadas em mais R$ 100 mil, e que haviam sido roubadas em assalto ocorrido em Jussari, foram recuperadas pela polícia, na cidade de Ibicaraí.

O roubo aconteceu na noite da última segunda-feira (11). Os bandidos renderam o motorista do caminhão que transportava o gado. Até o remanejamento do caminhão com a carga por parte dos criminosos, o caminhoneiro foi levado para Canavieiras e mantido temporariamente em cárcere privado. Ele viveu momentos de pânico e terror, constantemente sob a mira de arma de fogo.

Após o roubo, veículo e carga foram desmembrados. O caminhão foi levado pelos bandidos para Teixeira do Progresso, distrito de Mascote. A Polícia Civil intensificou as investigações e os animais roubados foram então localizados em uma propriedade rural em Ibicaraí. 

Dois suspeitos do crime foram presos durante a apreensão do gado, e um terceiro foi conduzido para averiguação. Também foi apreendido um automóvel Honda WR-V de cor, licenciado em Itabuna-BA.

O dono da propriedade rural relatou que a dupla pediu a ele para descarregar os animais e deixar temporariamente, já que o caminhão apresentava defeito mecânico. Os agentes montaram campana, e quando a dupla retornava, percebeu a presença policial e fugiu, mas foi alcançada alguns  quilômetros a frente.

Dentre os presos, está um velho conhecido da Polícia, André Luiz Moreira, 46 anos. Ele tem algumas passagens pela polícia, dentre elas, a ocorrida em outubro de 2021, quando ele e um comparsa roubaram um caminhão, utilizaram um Jammer, aparelho que bloqueia a frequência do rastreador, mas o aparelho emitiu sinal em Itabuna, e a dupla criminosa foi presa, na ocasião. (Relembre aqui).

Mais uma vez André aparece envolvido neste tipo de crime, desta vez, com novo comparsa, sendo este Leandro dos Santos Anjos, 40 anos, filho do ex prefeito de Buerarema, José Agnaldo Barreto dos Anjos, o Guima. Ambos os presos estão à disposição da Justiça, e a sociedade espera que, desta vez, permaneçam atrás das grades.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.