Breaking News
recent

Radialista Jota Silva é encontrado morto na casa onde morava em Itabuna; corpo apresentava sinais de violência

 

Na noite desta terça-feira (05) o radialista Jota Silva foi encontrado morto dentro da residência onde morava, no bairro Manoel Leão,  em Itabuna.

A Polícia Militar foi acionada, uma vez que havia sinais de violência no corpo da vítima. Paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) constataram o óbito e uma equipe do Departamento de Polícia Técnica de Itabuna foi acionada para realizar perícia e remoção do corpo.

Poucas horas antes de sua morte, Jota foi visto em companhia de um jovem, com quem supostamente mantinha relação afetiva. 

Uma vizinha relatou à polícia que viu este jovem tentando sair com o carro de Jota Silva, mas não conseguiu. Deste modo, ele deixou a casa à pé,  pela área lateral da residência,  mas foi visto. De imediato ela acionou a Polícia Militar que constatou o crime.

A Polícia Civil já iniciou as investigações. O Verdinho Itabuna, que recebeu a notícia com exclusividade, está em busca de mais informações.

Vale ressaltar que na madrugada de 08 de novembro de 2019, Jota Silva foi assaltado e espancado, e ainda jogado debaixo de uma ponte em Floresta Azul. Naquela ocasião ele teve o carro roubado. (Relembre aqui).


Matéria atualizada às 3:25

José Antônio Oliveira da Silva, o Jota Silva, tinha 60 anos. Ele tinha um programa na Rádio Jornal de Itabuna, e era líder de audiência no seu horário.

Jota Silva foi encontrado despido, dentro do quarto da sua casa. Tudo indica que o  radialista lutou para sobreviver. O quarto estava completamente revirado, e Jota Silva caído em decúbito ventral com as pernas em cima de uma das gavetas da cômoda.

Não existia perfurações de arma no corpo do radialista, e sim manchas de sangue que saíam pela boca e pelo nariz. Jota pode ter sido morto asfixiado pelo seu companheiro que ainda não foi identificado.

Dentro do carro da vítima foram encontrados diversos pertences, como - computador, caixa sonora, quadro de parede, alimentos e outros objetos. Tudo leva a crer que o assassino botou os objetos dentro do veículo, depois de ter matado o radialista. 

 

A Polícia Civil de Itabuna já deu início às investigações. O carro foi encaminhado para o pátio do Departamento de Polícia técnica, onde os peritos vão tentar encontrar impressões digitais dentro do carro e nos objetos.

2 comentários:

  1. muita maldade no mundo que estamos vivendo,entregamos a deus.amem.

    ResponderExcluir
  2. Muito 😢 triste ele era uma pessoa incrível. Não merecia essa morte cruel..meus sentimentos a família

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.