Breaking News
recent

Dez cidades baianas registram epidemia de dengue; casos de zika sobem 35,9%

 

Dez cidades baianas registram epidemia de dengue; casos de zika sobem 35,9%
Urandi está em lista de surto de dengue / Foto: Reprodução / Achei Sudoeste

Dez municípios baianos estão em epidemia de dengue. São eles Urandi e Apuarema, no Sudoeste; Coaraci e Floresta Azul, no Sul; Potiraguá, Caatiba e Santa Cruz da Vitória, no Médio Sudoeste; Mirangaba, no Piemonte da Diamantina; Remanso, no Sertão do São Francisco; e Oliveira dos Brejinhos, no Oeste.

 

A informação foi divulgada nesta quarta-feira (27) pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Neste ano, 16 pessoas já perderam a vida por conta da dengue no estado. Conforme a secretaria, até o dia 23 de abril passado, a Bahia registrou 14.732 casos prováveis de dengue.

 

O número representa leve alta de 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado. À época foram notificados 14.509 casos prováveis da doença.  

 

Transmitidas por mosquitos Aedes Aegypti, zika e chikungunya também causam preocupação. Em relação à primeira enfermidade, a Bahia teve uma alta de 35,9% em relação ao mesmo período em 2021. Foram 557 notificações em 2022, contra 410 no mesmo período no ano passado.

 

Ao todo, 69 municípios realizaram notificação para o agravo, com cinco deles tendo incidência igual ou maior que 100 casos/100 mil habitantes.

 

No caso da chikungunya, o estado notificou 9.290 casos até 23 de abril, incremento de 19,6% em relação às notificações do mesmo período do ano passado. No total, 193 municípios notificaram casos da enfermidade, 49 deles com uma incidência de 100 casos para cada 100 mil habitantes.

 

Devido aos casos, a Sesab também emitiu alerta para seis municípios, Itapetinga, Guanambi, Brumado e Caetité, no Sudoeste; Itabuna, no Sul; e Santa Maria da Vitória, no Oeste. A Sesab informou que não houve óbitos por zika ou chikungunya neste ano. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.