Breaking News
recent

Tabu de 40 anos pode ser quebrado se Rui Costa for candidato a senador

 

Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ bahia.ba
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ bahia.ba

 

Tanto aliados do governador Rui Costa (PT) quanto correligionários do ex-prefeito soteropolitano ACM Neto (União Brasil) admitem, reservadamente, que um tabu histórico pode ser quebrado no pleito deste ano, se o petista for candidato a senador. Pela primeira vez desde 1982, quando passou a ter eleição direta para o governo estadual, há a possibilidade de o novo governador eleito da Bahia não eleger o seu senador.

Pesquisas feitas por cinco institutos diferentes (Paraná, Séculus, Big Data e Atlas e Opnus) apontam que ACM Neto tem hoje entre 40% e 50% das intenções de votos na disputa pelo governo da Bahia, com chance de vitória no primeiro turno.

Apesar do favoritismo de ACM Neto, os seus possíveis candidatos ao Senado aparecem com poucas possibilidades de vitórias. Os deputados federais Márcio Marinho (Republicanos), Félix Mendonça Júnior (PDT) e Zé Ronaldo (União Brasil) oscilam entre 1% e 7% das intenções de votos, segundo sondagem de opinião feita pelo Paraná Pesquisas. Não há levantamento com o deputado federal Marcelo Nilo (PSB), que também é um dos cotados para a composição oposicionista.

A única pesquisa feita com Rui Costa disputando o Senado foi divulgada, em março do ano passado, e mostra que ele teria uma vantagem enorme em relação a todos os concorrentes. Segundo a consulta do Paraná Pesquisas, o petista teria 45,5% das intenções de votos. Isso com os nomes do senador Otto Alencar (PSD) e do deputado federal Cacá Leão (PP) sendo postos no mesmo levantamento. Eles aparecem com 9% e 4% das intenções de votos, respectivamente. A expectativa, entretanto, é que os três marchem unidos nas eleições deste ano.

Nesta quinta-feira (16), o deputado estadual Niltinho (PP) chegou a provocar os adversários, e dizer que, se Rui for candidato a senador, a vaga ao Senado na chapa de ACM Neto vai virar “lepra”. “Ninguém vai querer tocar nessa vaga para não se contaminar”, cutucou.

Histórico

Desde 1982, todos os candidatos ao governo da Bahia elegeram os seus senadores. Naquela eleição, João Durval Carneiro (PSD) elegeu Luís Viana Filho (PSD) ao Senado. Nos anos seguintes, Waldir Pires, Antonio Carlos Magalhães, Paulo Souto, César Borges, Jaques Wagner e Rui Costa também elegeram os seus senadores.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.