Breaking News
recent

Afonso, executado no Mangabinha, era agiota diz DHPP

 

O Delegado Miguel Cicerelli, que está como interino na Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Itabuna, revelou a imprensa nesta quinta (4), que Afonso Barreto, 30 anos, fuzilado dentro de um carro HB20, com cerca de 22 tiros de pistola, na região do Alto da Lua, que fica no bairro Mangabinha nesta quarta seria criminoso, atuando como agiota. A vítima já teria passagens na polícia por crimes como: Lei Maria da Penha e baderna. Afonso, estaria vivendo em duas cidades: um período em Feira de Santana, e outro longo período em Aracaju, mas era natural de Itabuna. Ele retornou recentemente a nossa cidade. Existe uma informação dada pela DHPP de que ele estaria com laços com uma das facções de Itabuna, o que pode ter motivado a bárbara execução, pois o bairro Mangabinha é dividido pelas duas fcções. No ataque, outro homem, que estava no veículo foi baleado na mão. Trata-se de Erick Santos, de 36 anos, que será ouvido na DHPP e contará maiores detalhes de como conseguiu sair vivo da emboscada. Detalhe: na noite de ontem, um grupo armado teria invadido a casa de Afonso em Aracaju, e revirado tudo, parecendo procurar algo importante. Não se sabe se foram meliantes ou policiais com um mandado de prisão. A cidade ficou 38 dias sem execução, e 42 dias sem homicídios a bala, diferente do que outros veículos informaram. Em 2021, já são contabilizados; 41 assassinatos + 21 bandidos mortos = 62 mortes violentas

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.