Breaking News
recent

Familiares relatam histórico de violência que culminou na morte de Kesia Stefany

 

Familiares relatam histórico de violência que culminou na morte de Kesia Stefany
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Familiares de Kesia Stefany da Silva Ribeiro (21), morta na madrugada de domingo (17) relatou um perfil agressivo do advogado Luiz Meira (50), autor do disparo. Em entrevista, a mãe da vítima, de prenome Darlete, afirmou, em entrevista, que o relacionamento do casal era marcado por discussões, brigas, ciúmes e agressões. 

 

Darlete citou ainda a diferença de idade entre os dois, fato que fazia a família não aprovar integralmente a relação. Kesia foi morta no apartamento do então namorado, no bairro do Rio vermelho, em Salvador. Ela chegou a ser encaminhada ao Hospital Geral do Estado pelo próprio agressor, que fugiu do local em seguida. Ele foi preso em flagrante horas depois 

 

Já o irmão da vítima, Mateus Souza, ao comentar a tragédia, lamentou que a irmã não tenha conseguido colocar um ponto final no namoro. Em conversa, ela já teria relatado um perfil possessivo, agressivo e ciumento de Meira. Mateus contou que o relacionamento chegou a ser interrompido algumas vezes, no entanto, acabam reatando. 
Ele recordou um episódio em que a irmã, foi a Feira de Santana, onde reside a família, acompanhada do advogado.

 

Durante a viagem, disse Mateus, o cunhado acompanhava Kesia para todos os lugares e não a deixava ir sozinha a lugar algum. “Muitas vezes eles brigavam, terminavam, e ele nem permitia que ela deixasse Salvador, ela ficava presa lá”, disse. 

 

Mateus também questionou a condução judicial do caso. Meira segue custodiado, no entanto, pode ter a prisão preventiva transformada em domiciliar caso seja comprovada a "inexistência de unidade prisional compatível para recolhimento

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.