Breaking News
recent

Por que a sexta-feira 13 é tão temida? Entenda as origens da superstição

 

Sextou! Quem não gosta de uma sexta-feira, né? A expectativa para o final de semana, a despedida de uma semana de trabalho... mas tem sextas que parecem não ser tão bem-vindas. Isso acontece quando ela é um dia 13. E hoje, 13 de agosto de 2021, é uma tão temida sexta-feira 13. Mas de onde surgiu essa superstição? Por que uma data, como outra qualquer, pode trazer má sorte?

Primeiro vale dizer que, embora pareça um fenômeno raro, o calendário gregoriano, que é o que usamos, indica que o dia 13 de qualquer mês tem uma chance ligeiramente maior de cair em uma sexta-feira se comparado aos outros dias da semana.

E o medo da sexta-feira 13 não é sentido no mundo todo. Na Itália, por exemplo, a sexta-feira temida é a do dia 17. Já na Grécia e na Espanha é a terça-feira 13.

Origem

Tanto a sexta-feira quanto o número 13 foram considerados azarados em certas culturas ao longo da história. Esse conceito pode ser encontrado desde a mitologia nórdica, quando Loki, o deus da travessura, quebrou o portão de um banquete em Valhalla, elevando o número de deuses presentes para 13. Enganado por Loki, o deus cego Hodr foi enganado para atirar em seu irmão Balder, o deus da luz, alegria e bondade, com uma flecha com ponta de visco, matando-o instantaneamente. Essa explicação é dada por Charles Panati, no livro "Extraordinary Origins of Everyday Things".

Se começou na Escandinávia, ela seguiu para o sul da Europa, tornando-se uma superstição bem estabelecida ao longo do Mediterrâneo no início da era cristã. Na Bíblia, na história da Última Ceia, vale lembrar que o 13º discípulo é Judas Iscariotes, que traiu Jesus, o que o levou a ser crucificado na Sexta-Feira Santa.

Além disso, ainda na Bíblia, a sexta-feira foi o dia da semana que Adão e Eva comeram o fruto proibido da Árvore do Conhecimento; o dia em que Caim assassinou seu irmão, Abel; o dia em que o Templo de Salomão foi derrubado; e o dia em que a arca de Noé zarpou no Grande Dilúvio.

Clássico do cinema

A superstição ganhou ainda mais força com produções culturais que mostravam a sexta-feira 13 como algo macabro. Em 1907,  a publicação do popular romance de Thomas W. Lawson "Friday, the Thirteenth" mostrou a história de um corretor inescrupuloso que aproveitou as superstições em torno da data para deliberadamente quebrar o mercado de ações.

E na década de 1980, foi lançado o primeiro filme de uma das franquias de terror mais famosas do mundo. "Sexta-feira 13" narra a história de um assassino com máscara de hóquei chamado Jason Voorhees.

Além disso, em 2003, Dan Brown, com "O Código da Vinci",  ajudou a popularizar a alegação incorreta de que a superstição se originou com as prisões de centenas de membros dos Cavaleiros Templários na sexta-feira, 13 de outubro de 1307.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.