Breaking News
recent

Rede TV! reprova ofensas de Sikêra Jr a público LGBTQIA+: ‘não representa emissora’

 

Foto: RedeTV!
Foto: RedeTV!

 

A Rede TV! Se pronunciou na última quarta-feira (30) sobre o último episódio envolvendo o apresentador da emissora, Sikêra Jr, e a comunidade LGBTQIA+. Por meio do comunicado à imprensa, o grupo deixou claro que “tal comportamento não representa, de forma alguma, o posicionamento e o respeito da emissora à diversidade”.

O pronunciamento da Rede TV! ocorre após o programa Alerta Nacional perder patrocínios como consequência das ofensas do apresentador ao público LGBTQIA+. Na última sexta-feira (25), Sikêra se referiu à comunidade como “raça desgraçada”.

Confira o comunicado da emissora na íntegra:

“O respeito à diversidade sexual e a não discriminação de cor, raça, gênero ou religião é uma tradição dos 22 anos de existência da RedeTV!, que possui uma programação plural e políticas internas de inclusão no seu sentido mais amplo. O compromisso com a população LGBTQIA+ faz parte dos valores editoriais e empresariais da RedeTV!.

A emissora reprova veementemente todos os tipos de discriminação e preconceito. Nesse sentido, a RedeTV! vem a público manifestar condenação a qualquer expressão de homofobia. Queremos também agradecer a todos os nossos colaboradores por ajudarem a construir uma empresa cada dia mais forte e plural.

No caso do lamentável episódio envolvendo o apresentador Sikêra Jr. às vésperas do Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, o mesmo desculpou-se publicamente durante o programa da última terça-feira, reconhecendo o equívoco de suas declarações perante a todos que se sentiram justificadamente ofendidos e a todos seus telespectadores, o que certamente servirá para o seu aprimoramento pessoal e profissional. Mesmo assim, a RedeTV! ressalta que tal comportamento não representa, de forma alguma, o posicionamento e o respeito da emissora à diversidade e população LGBTQIA+.

Entendemos que o exercício da tolerância e o respeito às diferenças são valores fundamentais numa sociedade democrática como a brasileira”.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.