Breaking News
recent

Morre o itabunense Chico Araujo do Handebol, aos 59 anos

 

Na tarde desta segunda-feira (7), o handebol baiano perdeu uma de suas maiores referências. Antônio Francisco Araújo (Chico), faleceu no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna, no final da tarde, onde estava internado há algumas semanas e travava luta contra o câncer. Chico faleceu aos 59 anos e tem nome marcado no esporte baiano como um dos maiores pontas do handebol estadual. O corpo do atleta e comerciário que, pela agilidade e rapidez nas quadras, também era chamado de Filho do Vento, será velado no SAF, a partir das 7h desta terça (8), e o sepultamento está previsto para as 15h30min, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna. O itabunense tomou gosto pelo handebol, aos 19 anos, por influência de Geraldo Caçolinha, então técnico do Colégio Estadual de Itabuna, 44 anos atrás, como contou ao site Pimenta, em 2016, quando foi um dos escolhidos para o revezamento da tocha olímpica no município. Nos quase 40 anos de handebol, Chico representou seleções baianas e mineiras, colecionando medalhas e troféus por onde passou. Depois de estrear no handebol pelo Colégio Estadual, Chico começou a defender Itabuna em competições estaduais e fora da Bahia já em 1988, tendo como referências e técnicos Samuel Guimarães e Júvia Dantas. “Júvia foi a minha grande técnica e, até hoje, a pessoa que mais estimula o handebol em Itabuna”, disse ele à época em matéria especial do site Pmenta.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.