Breaking News
recent

Sinjorba se reúne com MP para apresentar dados de mortes de jornalistas por Covid-19

 

Sinjorba se reúne com MP para apresentar dados de mortes de jornalistas por Covid-19
Foto: Reprodução/Pixabay

O Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba) participa de audiência nesta quinta-feira (20) com o GT Coronavírus do Ministério Púbico da Bahia. O MP-BA questionou a decisão da Comissão Intergestores Bipartite, que na terça (18) aprovou a inclusão dos jornalistas/radialistas da linha de frente nas prioridades do plano de imunização. Segundo o sindicato, números que justificam o pleito dos jornalistas baianos serão apresentados ao MP.

 .

Um levantamento realizado pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) identificou que um profissional da imprensa morre por dia com a Covid-19. Entre janeiro e abril de 2021, a categoria assistiu a perda de 124 colegas para a doença, uma média de 31 por mês, bem acima da média verificada em 2020, que foi de 8,3 óbitos/mês. No total, já são 213 profissionais mortos.

 

Os números fazem parte do “Dossiê Jornalistas Vitimados pela Covid-19”, documento elaborado pela Federação com a ajuda dos sindicatos de todo o país.

 

Na Bahia, levantamento do Sinjorba mostra que mais de 350 colegas contraíram a doença, com o registro de oito mortes. Para o presidente da entidade, Moacy Neves, os dados ainda não mostram a real situação. “A pesquisa está em andamento, inclusive coletando e apurando dados anteriores e todos os dias incluímos novas informações ao dossiê”, informou ele.

 

Até março de 2021, o Brasil ocupava a primeira posição no mundo em mortes de jornalistas pelo do coronavírus, destaca o Sindicato dos Jornalistas da Bahia. No mês, um em cada três profissionais mortos no mundo estava no país. Em abril o Brasil deu lugar a Índia, nação com uma população 6,6 vezes maior. A Informação está em um levantamento feito pela ONG Press Emblem Campaign, que vem acompanhando os casos de Covid-19 no segmento da imprensa em todo o mundo

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.