Breaking News
recent

Transferência bancária pelo WhatsApp: Como vai funcionar e quem pode usar?

mudanças passaram a valer a partir desta última quinta-feira (1) para o uso do PIX, a forma de pagamentos que tem ganhado cada vez mais adeptos ao longo do tempo no Brasil, através de pagamentos instantâneos e custos de transação zerados para pessoas físicas.

A autoridade monetária também concedeu à Visa e à Mastercard autorizações para dois arranjos de pagamentos — transferência/depósito e operações pré-pagas. As operações pré-pagas permitem que o usuário insira dinheiro na carteira virtual para gastar posteriormente.

O WhatsApp também fará parte do arranjo. Dessa forma, será possível realizar transferências pelo aplicativo de mensagens.
Segundo o modelo autorizado pelo BC, o mensageiro de Mark Zuckerberg somente iniciará as transações entre contas dos clientes nas instituições financeiras em que são correntistas. O aplicativo terá como credencial o número do cartão de débito ou pré-pago das bandeiras Visa ou Mastercard.
Sendo assim, o WhatsApp não guardará o dinheiro do usuário em uma conta. Os pagamentos para pessoas e empresas será mediante cadastro de um cartão no aplicativo.

De acordo com o Banco Central, o WhatsApp poderá estabelecer qual será a tarifa para a utilização do serviço, assim como quem a pagará — quem envia ou quem recebe os fundos. As operações estarão disponíveis a partir da data em que o WhatsApp liberar a funcionalidade.

De acordo com o Banco Central, o WhatsApp poderá estabelecer qual será a tarifa para a utilização do serviço, assim como quem a pagará — quem envia ou quem recebe os fundos. As operações estarão disponíveis a partir da data em que o WhatsApp liberar a funcionalidade.

O Banco Central levou quase 10 meses de análise para a autorização da funcionalidade. O anúncio deste recurso havia sido em junho do ano passado. Na ocasião, o BC tinha suspendido o teste que o Facebook começou a realizar no país.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.