Breaking News
recent

Governo baiano anuncia edital de inovação de R$ 10 milhões para micro e pequenas empresas

 

Governo baiano anuncia edital de inovação de R$ 10 milhões para micro e pequenas empresas
Sede da Fapesb, que coordena a iniciativa | Foto: Divulgação

O governador Rui Costa anunciou nesta quarta-feira (10) o lançamento do edital “Governo Inteligente”, que vai investir R$ 10 milhões em projetos inovadores que possam solucionar problemas reais da gestão pública. Voltada às micro e pequenas empresas, a iniciativa é da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), e faz parte do Programa de Apoio à Pesquisa na Micro e Pequena Empresa (Pappe).

 

Segundo a Secretaria de Comunicação do governo estadual, as propostas devem ser apresentadas a partir de desafios do dia a dia dos brasileiros. Para chegar a cada desafio apresentado no edital, a Fapesb indagou diversas secretarias do governo e outras instâncias da esfera pública quais eram as suas maiores dificuldades perante o momento atual. Com base nessas demandas, os micro e pequenos empreendedores poderão criar soluções inovadoras, gerando projetos com tecnologias específicas.

 

Para se inscrever, é preciso ser micro ou pequena empresa residente no estado da Bahia e estar em situação regular junto ao governo e ter um projeto de desenvolvimento de um processo, produto ou serviço, propondo a solução do desafio escolhido no edital. Os interessados já podem acessar os detalhes do edital Governo Inteligente no site da Fapesb (clique aqui).

 

Na avaliação do diretor de inovação da Fapesb, Handerson Leite, o edital lançado, além de outros benefícios, injeta dinheiro na economia do estado. “É uma maneira de ajudar a impulsionar a economia nesse momento de crise. Além disso, as propostas apresentadas poderão gerar emprego e renda para os baianos, pois os projetos admitem a possibilidade de contratação de profissionais com os recursos”, contou.

 

A secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro, também vê essa oportunidade como investimento econômico e tecnológico para o estado. “As propostas que serão aceitas pelo edital não só contribuirão com o desenvolvimento de produtos para o uso na governança pública, mas também impulsionarão a economia do estado após a pandemia”, afirmou.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.