Breaking News
recent

Governador faz novo apelo para que prefeitos cumpram medidas restritivas

Foto: Carol Garcia/GOVBA

 

O governador Rui Costa (PT) fez um novo apelo para que prefeitos do interior cumpram os decretos estaduais de toque de recolher e que proíbem o funcionamento de atividades não essenciais durante o fim de semana. Embora as medidas contra o avanço da Covid-19 estejam em vigor na maioria dos municípios baianos, alguns gestores decidiram liberar o comércio de rua, shoppings, academias, igrejas e bares e restaurante no pior momento da pandemia.

“Eu volto a reiterar o meu pedido, o comércio precisar dar a sua contribuição, sei do sacrifício do esforço. Mas nessas cidades são apenas dois dias sem funcionar pra que a gente tenha dois dias distanciamento. Ontem, no Rio Grande do Sul, tivemos 502 óbitos. Uma população muito menor que a Bahia: 502 óbitos. Então a tragédia se anuncia no Brasil. O colapso se anuncia. Ontem chegamos à quase 3 mil óbitos por dia no Brasil. Então a situação é muito grave, e eu reitero aqui que nós temos que contribuir nessas medidas”, pediu o governado em entrevista à RecordTV Itapuã na manhã desta quarta (17).

“É melhor isso do que a situação se agrave e ter que fechar a semana inteira”, reiterou Rui Costa.

A determinação do governo baiano é que apenas segmentos como saúde, supermercados e postos de gasolina, por exemplo, possam funcionar entre 20h e 5h. A medida, que foi prorrogada no último fim de semana, visa desafogar o sistema de saúde e, sobretudo, a fila de doentes à espera de vagas de UTI —hoje, 86% dos leitos estão ocupados, conforme atualização mais recente.

Em um alerta divulgado na terça-feira (16), o secretário estadual Saúde, Fábio Vilas-Boas, apontou um risco de colapso nos municípios que vêm flexibilizando restrições. Segundo o secretário, casos os prefeitos não recuem de suas decisões, terão de enfrentar uma situação ainda mais drámático.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.