Breaking News
recent

Médica de P. Seguro, que defende cloroquina, está com Covid

 

A médica Raissa Soares, que ganhou fama nacional após revelar os resultados positivos com seus pacientes com Covid-19 em Porto Seguro, ministrando o tratamento precoce de hidroxicloroquina em conjunto com azitromicina, ivermectina, zinco e vitaminas, viajou recentemente para São Paulo, onde conheceria a gestão da cidade de Porto Feliz, mas antes de retornar à região sentiu sintomas da Covid-19 e logo tornou-se paciente. No fim de agosto do ano passado, um evento no Palácio do Planalto reuniu médicos de diversos lugares do país que receitam hidroxicloroquina e outros medicamentos a pacientes como forma de combater a Covid-19, apesar da falta de consenso científico sobre o emprego das substâncias. Entre esses profissionais estava Raissa Soares, especialista em clínica médica. Ela já havia ganhado notoriedade nacional, ao publicar vídeo pedindo ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que enviasse o medicamento a Porto Seguro, para que pessoas da região pudessem recebê-lo. Apesar de não haver comprovação científica de eficácia da hidroxicloroquina e outros medicamentos similares no combate ao coronavírus, Raissa Soares, que é mineira, garante que o tratamento reduz a gravidade da doença. Em outras oportunidades, estudos rejeitaram o uso da cloroquina, uma vez que havia uma possibilidade alta de um grave efeito colateral, como arritmia cardíaca. Raissa Oliveira foi ao município de paulista de Porto Feliz para conhecer a gestão local, apontada por ela como modelo a ser seguido. Ela e o esposo retornariam para Porto Seguro no final desta última semana, mas a viagem teve de ser adiada por causa da Covid-19.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.