Breaking News
recent

Parabéns, Ibicaraí, pelos seus 68 anos.

Neste dia que se celebra mais um aniversário da nossa querida cidade, quero homenagear o povo daqui e lembrar que quem faz a cidade são as pessoas.                                      
 UM Pouco da nossa historia :                            Desde a sua construção o Portal de entrada tem sido referência em toda a Bahia, como um marco especial da cidade de Ibicaraí

Flamarion Matos, Henrique Oliveira, Fernando Almeida, Mestre Zezito e Carlos Henrique
Com a construção do Terminal Rodoviário em Ibicaraí, no ano de 1985, o tráfego de automóveis aumentou consideravelmente na entrada da cidade, e para evitar possíveis acidentes no local, o gestor municipal da época, Henrique Oliveira, se reuniu com os seus assessores e decidiram construir um trevo. A ideia logo ganhou proporções além do imaginário social, se tornou um marco na região cacaueira e motivo de orgulho para os munícipes ibicaraienses.

Projeto inicial
Em 1986, o então prefeito Henrique Oliveira, decidiu contratar a empresa SCC (Serviços de Consultoria Comercio e Construção Ltda.), para discutir o projeto do monumento. O objetivo era agregar a necessidade da obra com a criação de um monumento que marcasse a imagem do município e pudesse levar o nome da cidade além das fronteiras do estado.

Obras em andamento (foto: 10/1986)
Tendo como referência o Portal da cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul, os engenheiros da empresa contratada elaboraram o projeto, que foi bem aceita pelo gestor municipal. No projeto ficou decidido que iriam ser construídos dois monumentos: um em formato de parábola (o portal) e outro no formato Helicoidal (que ficaria ao lado do Portal). Sendo assim, no dia 07 de agosto de 1986, a empresa SCC deu início aos trabalhos de construção, com data de encerramento marcada para o dia 22 de outubro do mesmo ano, ou seja, 75 dias após o início das obras. O objetivo era inaugurar o Portal no dia do aniversário dos 34 anos de emancipação política de Ibicaraí.

Foto tira em setembro de 1986
Num jornal publicado no mês de agosto de 1986, intitulado de “Jornal da Cidade”, o autor ajusta as suas palavras ao dos engenheiros Carlos Henrique e Luis Carlos Lopes e descreve as características da obra:

Segundo os engenheiros Carlos Henrique e Luis Carlos Lopes responsáveis pela obra, “o Portal de entrada será de concreto armado, em forma de dois arcos, com altura máxima de 8,9 metros e largura total de 44 metros. Na sua estrutura serão gravados em relevo o nome e brasão do município, sendo que ao lado está prevista a edificação de um monumento da administração Henrique Oliveira.

O autor ainda acrescenta:

Conforme ainda os engenheiros da SCC, “além do Portal e do monumento ficaremos responsáveis em alargar os 100 primeiros metros das pistas de entrada da cidade, fazer o sistema de iluminação, que será dotado com lâmpadas de sódio de 400 watts, canteiro divisórios da pista, onde estarão os mastros de 16 bandeiras de cidades da Região Cacaueira[...] 

Foto tirada em setembro de 1986
No dia 22 de outubro de 1986, ainda com algumas pendências principalmente no setor de paisagismo, a obra foi inaugurada na presença do governador João Durval, o prof. Josaphat Marinho, Jairo Carneiro, o prefeito Henrique Oliveira, primeira dama Baby Oliveira, Sérgio Carneiro e a sociedade ibicaraiense, que compareceu em grande número.

Obra no dia da inauguração (foto: 10/1986)
Apesar dos monumentos terem conseguido atingir o objetivo principal, ou seja, ter se tornado um marco na lembrança dos visitantes e dos munícipes local, pouco se sabia sobre a filosofia da sua geometria. No entanto, o autor do “Jornal da Cidade” na edição de setembro de 1986, volta a ajustar suas palavras ao do autor do projeto arquitetônico, Sr. Fernando Almeida, para explicar a ideia dos desenhos geométricos da obra:

Referindo-se às formas geométricas criadas para o Acesso Monumental de Ibicaraí, Fernando Almeida optou pela parábola, “que tende sempre para o infinito, numa alusão a procura constante do progresso”. Quanto ao marco que será erguido junto à parte principal do projeto, ele escolheu uma forma helicoidal, “encontrada nas mais antigas e sábias civilizações simbolizando a elevação cósmica para o universo”. Segundo ele, “a parábola e o monumento helicoidal servem como um ponto de reflexão maior sobre a própria criação dos cosmos e para onde poderemos elevar, como os nossos atos e pensamentos, a nossa sociedade”.  
Monumento em formato helicoidal (foto: 27/10/2011)
    
Parabéns, Ibicaraí, pelos seus 68 anos. 

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.