Breaking News
recent

Insegurança alimentar grave atinge mais 3 milhões de pessoas em 5 anos no Brasil

 

Insegurança alimentar grave atinge mais 3 milhões de pessoas em 5 anos no Brasil
Foto: Reprodução/Antônio Cruz/Agência Brasil

A fome voltou a se alastrar no Brasil após recuar em mais da metade da década. Em cinco anos, o número de pessoas sem acesso regular à alimentação básica aumentou em 3 milhões, chegando a cerca de 10,3 milhões de cidadãos nesta situação. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (17).  O levantamento foi feito entre julho de 2017 e julho de 2018. 

 

Os dados apontaram que apontaram piora na condição alimentar das famílias brasileiras consideram somente moradores em domicílios permanentes. Pessoas em situação de rua ficaram de fora da abordagem, o que poderia piorar ainda mais os indicadores sobre a fome no país. 

 

A pesquisa mostrou ainda que o Brasil atingiu o menor patamar de pessoas com alimentação plena e regular nos últimos 15 anos e que a fome é mais prevalente nas áreas rurais. Outra constatação é que quase metade dos famintos vive na região Nordeste, assim como metade das crianças com até 5 anos tem restrição no acesso à alimentação de qualidade.

 

A pesquisa confirmou também que mais da metade dos domicílios onde há fome são chefiados por mulheres. De igual forma, quanto maior o número de moradores, menor é o acesso a alimentação plena.

 

De acordo com IBGE, segurança alimentar é o acesso pleno e regular aos alimentos de qualidade em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.