Breaking News
recent

Paulo Câmara condena contrato do governo Rui com escritório americano para tentar reaver R$ 44,8 milhões: ‘Não precisava de nada disso’

O deputado estadual Paulo Câmara (PSDB) condenou, nesta terça-feira (21), o contrato do governo do Estado com um escritório de advocacia dos Estados Unidos para tentar reaver os R$ 44,8 milhões pagos antecipadamente à empresa Ocean 26 pela compra de respiradores que não foram entregues.

“Isso só faz corroborar o que venho dizendo, sobre a falta de transparência, a maneira açodada de querer resolver as coisas e a falta de cumprimento da lei”, declarou o tucano, em um vídeo divulgado nas redes sociais na manhã de hoje.
Além de ter feito o negócio com a Ocean 26, o governo do Estado liderou outra aquisição mal-sucedida, feita em nome do Consórcio Nordeste, no valor de R$ 48,7 mi, que está sob investigação do Ministério Público Federal e do Superior Tribunal de Justiça.
O contrato com a empresa de advocacia King And Spalding LLP, no valor de R$ 500 mil, foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) do último sábado (18). “Estou aqui agora cobrando esclarecimentos. Mais uma vez aqui contemplado com esse relatório preliminar que já foi encaminhado ao Ministério Público Federal e ao Tribunal de Contas da União”, disse Câmera.
Único parlamentar da oposição que tem se posicionado publicamente contra as aquisições, o deputado chegou a classificar como “louvável” o contrato com o escritório, mas ressaltou: “Não precisava de nada disso. “Bastava fazer uma consulta com o Tribunal de Contas do Estado – que tem excelentes auditores – para que pudessem auxiliar na compra”, declarou.
“Enfim, o estrago está feito. Enquanto deputado estadual estarei firme cobrando esclarecimentos e buscando as respostas, para que todos os fatos sejam esclarecidos e a verdade venha à tona”, prometeu Câmara.
Confira o registro:

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.