Breaking News
recent

Bolsonaro exonera diretor-geral da PF e Moro pode deixar governo


Maurício Leite Valeixo não é mais diretor-geral da Polícia Federal (PF)
Maurício Leite Valeixo não é mais diretor-geral da Polícia Federal (PF). A exoneração foi publicada nesta sexta-feira (24) no Diário Oficial da União (DOU) e assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro. No Diário Oficial, a justificativa para exoneração é de que foi um pedido do próprio Maurício Valeixo. Mas na quinta (23) se repercutiu a notícia de que a troca no comando do órgão era um desejo do presidente, que quer ter um nome alinhado a ele à frente da PF. Da mesma forma, a assinatura de Moro no ato é protocolar e não representa, necessariamente, a anuência dele. Valeixo era considerado homem de confiança do ministro Sérgio Moro. Ele trabalhou como superintendente da PF na Lava Jato, quando Moro era o juiz federal responsável pelos processos da operação na primeira instância. Por conta da iminente demissão, Sérgio Moro avaliou a deixar o cargo de ministro (leia mais aqui), mas até o momento isso não aconteceu. O substituto de Valeixo ainda não foi nomeado. De acordo com o blog de Cristiana Lôbo, no G1, na tarde de ontem, Moro disse a Bolsonaro que se Valeixo saísse, ele sairia em seguida. Já a Folha de S. Paulo foi ainda mais além, confirmando o pedido de demissão. Mas outros ministros tentam convencer o ministro a ficar e a condição dele no governo federal está sendo negociada

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.