Breaking News
recent

Após liminar, sindicato indica que parte dos vigilantes voltará ao trabalho na Bahia

Greve teve início na última terça-feira (10) (Foto: Divulgação)
O Sindicato dos Empregados de Empresas de Segurança e Vigilância do Estado da Bahia (Sindvigilantes) mantém a greve, mas indica que parte dos vigilantes voltará aos seus postos de trabalho, como determina liminar impetrada pelo Sindicato das Empresas de Segurança Privada (Sindesp) e concedida pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-5) na quarta-feira (11). Para cumprir a determinação do TRT-5, o sindicato solicitou ao Sindesp, nesta quinta (12), a lista dos trabalhadores e a lotação de cada um dos vigilantes que deve retornar ao trabalho, informou o presidente do Sindvigilantes, José Boaventura. “O sindicato vai observar a lista para atender ao percentual de trabalhadores que deve retornar ao trabalho como foi determinado pela justiça”, explicou o sindicalista. O documento determina que o Sindvigilantes assegure a presença do efetivo mínimo de 50% para todos os postos de serviços das atividades consideradas essenciais, como instituições bancárias, financeiras e postos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), e de 30% para todos os demais postos de serviços. Em caso de descumprimento de qualquer item da liminar, o Sindivigilantes terá de pagar multa diária de R$ 20 mil. (Correio)

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.