Breaking News
recent

Filho acusa Alex Escobar de abuso e expõe depressão: ‘É um monstro’

Foto: Instagram/ Arquivo Pessoal
Foto: Instagram/ Arquivo Pessoal

Pedro Escobar, filho do apresentador Alex Escobar, usou as redes sociais na última terça-feira (1) para expor uma situação até então desconhecida pelo público que acompanha o jornalista esportivo global.
Nos posts compartilhados no Twitter em forma de desabafo, o jovem de 19 anos revelou sofrer de depressão e afirmou que não recebe apoio do pai, que o despreza desde quando descobriu a sua sexualidade.
“O meu pai é o apresentador do Globo Esporte, Alex Escobar, e depois de sofrer muitos abusos da parte dele, eu decidi expor e me manifestar. Eu tenho depressão há 5 anos. Desde que ele descobriu que eu era gay e passou três meses sem falar comigo. Depois disso as coisas só foram piorando mais. Em dezembro de 2017 eu tive uma tentativa de suicídio onde eu tomei uma grande quantidade de remédios e fiquei internado. Nesta ocasião, a única ação dele foi me dar uma bronca e dizer que sou um ingrato por fazer isso”, relatou.
Segundo o rapaz, além de não demonstrar preocupação com a saúde dele, Escobar vem se recusando a pagar a pensão, que de acordo com Pedro seria de R$ 5.300, levando em conta o salário que o jornalista recebe na Globo de R$ 80.000.
“Ele nunca paga a pensão que ele deveria pagar. O salário dele é de R$ 80 mil e, fazendo os cálculos, deveria dar R$5.300 (por dividir com minha irmã) por mês, até os 24 anos ou enquanto eu continuar estudando. Porém, no começo desse ano ele me mandou um áudio se recusando a me oferecer qualquer tipo de estudo. Eu tive uma discussão com a minha irmã, que também foi extremamente abusiva comigo durante toda a minha vida, e provavelmente ela foi falar com ele”, disse.
Em contato com o Blog do Leo Dias, o apresentador esportivo afirmou estar sendo vítima de uma injustiça.
“Como me defender de uma coisa que eu não sou? Que eu não faço? Estou sendo injustiçado. E é a minha palavra contra a dele, infelizmente. Ele toca em temas sensíveis ali, realmente, mas são totalmente mentirosos. Eu tenho a minha consciência muito limpa de que não sou o que ele descreve, de que não fiz o que ele descreve, e a minha família e os meus amigos podem falar por mim. Estamos todos muito tristes. É muito injusto”, se defendeu.
Após o caso ganhar repercussão na mídia, os posts foram deletados do perfil de Pedro. Antes disso o rapaz afirmou que só estava usando as redes sociais para expor o caso por não ter condições de arcar com uma ação judicial. “Estou a beira de cometer suicídio e ele continua tratando tudo isso como ‘mimimi’. Esse homem é um monstro. Parem de dar palanque para um homem que trata a saúde mental do próprio filho como ‘mimimi'”.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.