Breaking News
recent

Como funciona a janela de transferências no futebol mundial

Imagem: reprodução/elo7
Imagem: reprodução/elo7

A temporada do futebol europeu oficialmente inicia com a abertura da Janela de Transferências. É neste período que os maiores clubes do mundo disputam os melhores craques. Centenas de milhões de euros são oferecidos pelas grandes estrelas do esporte.
compra e venda de jogadores no futebol se tornou um grande negócio, principalmente para quem souber usar a estratégia certa. A janela de transferência ocorre em duas oportunidades no ano. A primeira é a janela de verão, considerada a principal, que começa no encerramento de uma temporada e vai até o dia 31 de agosto. A outra, de apenas um mês, ocorre no fim do ano.
Os contratos geralmente são feitos com duração de cinco anos. Mas não é garantido que sejam cumpridos. Como trocam de clubes constantemente, o não cumprimento do contrato gera multa de quebra de contrato, que é conhecida como taxa de transferência.
A história da janela
A janela de transferências nada mais é que o período de inscrição de atletas, conforme o estatuto de transferência de jogadores da FIFA, que regulamenta as negociações do futebol mundial. Mas nem sempre foi assim. A janela foi concretizada apenas após uma exigência da Comissão Europeia. O sistema de negociação começou no futebol europeu muito antes de se tornar uma obrigação pela entidade máxima do futebol na temporada 2002-2003. O futebol inglês foi o pioneiro, no início dos anos 90. Depois disso, as outras Ligas se adaptaram e definiram seu calendário de negociações.
Cada país tem o seu período de negociação. No futebol do Velho Continente, por exemplo, as principais Ligas buscaram manter um período parecido, para facilitar a transferência dos atletas (1 de junho a 31 de agosto). Mesmo assim, existem países que tem um período com diferença de dias, como o holandês, que é de 11 de junho a 2 de setembro.
A Espanha lidera o mercado
Real Madrid e Barcelona são os clubes mais poderosos do mundo. As duas equipes possuem os elencos mais estrelados do planeta e tem poder aquisitivo para contratarem qualquer jogador em ascensão.
Mas foi o Atlético de Madri que apostou pesado e gastou mais nesta janela de transferência. O time comandado pelo técnico Simeone terá no elenco a jovem promessa portuguesa, João Félix, contratado por 126 milhões de euros.
O Barcelona também investiu e trouxe Antoine Griezmann, do Atlético de Madri por 120 milhões de euros. O Real Madrid teve que se contentar com o terceiro lugar, com o investimento de 100 milhões de euros para trazer o meia Hazard, do Chelsea.
Como funciona uma contratação
Para a realização de uma contratação, o jogador e seu empresário se reúnem com diretores e os advogados do clube interessado para avaliarem a proposta: salários, bônus e o direito de imagem. Se for concretizada a negociação, o atleta faz o exame médico tradicional para avaliar suas condições físicas, antes de assinar o contrato.
O dinheiro da contratação pode ter vários destinatários. Além de jogador, dirigentes dos atuais clubes, advogados, empresário do atleta e patrocinadores levam alguma fatia na negociação. O caso de Neymar no PSG é um bom exemplo disso. O clube francês pagou a multa contratual de 222 milhões de euros ao Barcelona para ficar com o brasileiro. Neymar Pai, o empresário do craque, também faturou uma bolada e dividiu com dirigentes e advogados a quantia de 38 milhões.
O PSG está pagando 45 milhões de euros de salário para Neymar, mas está faturando alto com o direito de imagem do craque.
Neymar ainda é a maior contratação da história
Passados dois anos da contratação de Neymar pelo Paris Saint-Germain, a negociação continua sendo a maior da história do futebol mundial. Os 222 milhões pagos pelo PSG ao Barcelona continuam imbatíveis. Nem a contratação da jovem promessa Mbappé, considerado o novo Pelé (180 milhões), superou o camisa 10 brasileiro.
Aqui no Brasil tivemos, na atual temporada, a contratação mais cara da história. O Flamengo abriu seus cofres e acertou a vinda de Arrascaeta, que estava no Cruzeiro, por 63,7 milhões de dólares. A vinda do uruguaio superou a compra de Tevez pelo Corinthians, em 2004, por 60,7 milhões de dólares.
A maior do Nordeste
Esta temporada também está marcada pela negociação considerada a maior do futebol do Nordeste. Eric Ramires, volante do Bahia, foi negociado para o Basel, da Suíça, por 30 milhões de reais.
Ele foi emprestado por um ano com obrigação de compra pelo clube suíço se ele atender todas as exigências técnicas.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.