Breaking News
recent

Bolsonaro fará primeira visita ao Nordeste; presidente deve ser recebido com protestos e queima de caixão


Foto: reprodução/Instagram

O presidente Jair Bolsonaro fará nesta sexta-feira (24) sua primeira viagem ao Nordeste. Desde que assumiu o governo, em 1 de janeiro, esta é a primeira vez que o presidente visita a região.
A agenda do presidente prevê os seguintes compromissos:
  • 10h: Presidente visita o acervo do Instituto Ricardo Brennand;
  • 10h45: Bolsonaro participa em Recife da reunião do conselho deliberativo da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene);
  • 14h30: Bolsonaro participa em Petrolina da entrega de unidades do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.
Bolsonaro deverá debater, junto com governadores da região, um plano regional de desenvolvimento do Nordeste (PRDNE). Segundo a Sudene, o plano regional tem previsão de seis eixos estratégicos:
  • Inovação;
  • Desenvolvimento de capacidades humanas;
  • Dinamização e diversificação produtiva;
  • Desenvolvimento social;nservação ambiental;;
  • Desenvolvimento social
  • Desenvolvimento institucional.
Nordeste
O Nordeste foi a única região na qual Bolsonaro não venceu no segundo turno da eleição presidencial de 2018. Em abril, foi divulgada uma pesquisa que aponta que o Nordeste apresenta a maior reprovação ao governo Bolsonaro. Pelo menos 39% dos entrevistados avaliaram o governo como péssimo ou ruim, segundo dados da pesquisa Datafolha divulgados no dia 7 de abril.
Protestos
O presidente deve ser recebido com protestos nas duas cidades. A expectativa, contudo, é que Bolsonaro seja blindado da ação dos manifestantes.
No Recife, haverá um protesto organizado por estudantes da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) em frente ao Instituto Ricardo Brennand, onde o presidente cumpre agenda.
O protesto terá carro de som, leitura de carta aberta ao presidente e até a queima de um caixão. Os manifestantes, no entanto, ficarão do lado de fora do prédio do instituto, que tem acesso controlado, e não chegarão perto do presidente.
Em Petrolina, vereadores retiraram da pauta na manhã desta quinta-feira (23) um projeto que concederia o título de cidadão petrolinense a Bolsonaro após um grupo de manifestantes ocupar o plenário. Eles carregavam cartazes com a expressão “petrolinense não”.
Além disso, na sexta-feira, garimpeiros das cidades de Salgueiro e Serrita devem protestar pela liberação de novas áreas de garimpo na região.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.