Breaking News
recent

Justiça Eleitoral pode julgar corrupção da Lava Jato, decide STF

Resultado de imagem para STF
  A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal(STF) decidiu que ações sobre práticas de crimes comuns que envolvam crimes eleitorais, como caixa dois, devem ser integralmente remetidas à Justiça Eleitoral. Foi um julgamento apertado, que terminou com placar de seis votos a cinco. O caso concreto que motivou o julgamento foi um recurso no inquérito que investiga o ex-prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o deputado federal Pedro Paulo Carvalho Teixeira (DEM-RJ).
  Até o penúltimo voto, prevaleceu a decisão de remeter apenas parte dessas ações para a justiça especializada e manter a parte dos crimes comuns na Justiça Federal. A tese foi proposta pelo ministro Edson Fachin. A decisão coube ao presidente do Supremo, Dias Toffoli, que foi o último a votar.
  Também são destaques do Repórter Nacional Edição das 18h, dessa quinta-feira (15):
- Milhares de pessoas se despedem das vítimas do atentado à escola em Suzano; dois dos estudantes feridos tiveram alta;
- Presidente do STF determina abertura de inquérito contra notícias falsas e ameaças à ministros e suas famílias;
- Missa e atos no Rio homenageiam Marielle Franco no aniversário de morte da vereadora;
- Ministros participam de reunião de governo no Palácio do Planalto.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.