Breaking News
recent

Ativista, secretária de Brumadinho morreu ao tentar salvar cão.

A advogada e secretária municipal de Desenvolvimento Social de Brumadinho (MG), Sirlei Brito Ribeiro, 47 anos, morreu ao tentar salvar sua cachorra de estimação da tragédia, segundo familiares. Advogada, Sirlei era defensora dos animais e do meio ambiente. Ela acabou ficando presa na lama de rejeitos e morrendo no local. As informações são de O Globo
  O corpo de Sirlei foi velado por centenas de pessoas na manhã desta quarta-feira (30) na Câmara Municipal da cidade. O rompimento da barragem da Vale deixou 84 mortos e outros 276 desaparecidos.
  Sirlei vivia a cerca de 500 metros da barragem, na região do Córrego do Feijão. Segundo a família, ela convivia diariamente com funcionários da mineradora. No velório, foi lembrada como alguém que sempre ajudava a comunidade. Ela também se envolveu em abaixo-assinados contra os impactos da mina. Ela cuidava de vários animais.
  "Ela estava em casa com um jardineiro e uma empregada. O jardineiro nos contou que eles ouviram o barulho e viram a lama vindo. Correram. Mas ela voltou. Acreditamos que tenha ido buscar a cachorrinha. Era muito apegada", diz o cunhado de Sirlei, Eduardo Toscano, de 55 anos. Uma amiga da secretária conversou com os dois funcionários, que conseguiram fugir com vida, e eles falaram que Sirlei voltou para pegar o animal.
  Vizinhos de Sirlei que também conseguira escapar contam que ela ficou paralisada durante a fuga. O marido dela é engenheiro e já foi funcionário da Vale, mas deixou o ramo de minérios. Sirlei alertava para o risco tanto da poeira gerada pela atividade quando pelo risco de rompimento da barragem.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.