Breaking News
recent

Nos restaurantes da Alba, demissão geral

Os 52 garçons, cozinheiros e nutricionistas que trabalham nos restaurantes da Assembleia passaram o dia ontem literalmente chorando. Motivo: a partir de amanhã, com o início do turnão, que vai até fevereiro, eles estarão demitidos e, mesmo que a empresa, a mineira Elasa, reabra, não podem voltar porque terão que esperar seis meses, como manda a lei.
Dizem lá que a falta de dinheiro gerou a situação, mas Ângelo Coronel, o presidente da Casa, nega. Diz que o problema é outro.
– O contrato acaba em 31 de dezembro, eu tenho que abrir a licitação já em novembro para dar tempo. O contrato é prorrogável por cinco anos e já foi prorrogado. No mais, o meu sucessor receberá a Assembleia em dia.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.