Breaking News
recent

Geddel, Cunha e mais 16 são denunciados por supostas fraudes na Caixa Econômica


O Ministério Público Federal (MPF) apresentou nesta quinta-feira (4) quatro denúncias referentes a investigações da Operação Cui Bono, que apura irregularidades em operações da Caixa Econômica Federal em troca de pagamento de propina.

O ex-ministro Geddel Vieira Lima, os ex-deputados e ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, o operador Lúcio Funaro e o ex-vice presidente da Caixa da Caixa Fábio Cleto, indicado por Cunha, estão entre os denunciados de crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

Os crimes teriam ocorrido entre 2011 e 2015, período no qual Geddel Vieira Lima foi vice-presidente de pessoa jurídica da Caixa.

“O grupo dos empregados públicos era responsável por fornecer informações privilegiadas aos agentes políticos e operadores financeiros sobre o projeto apresentado pela empresa à Caixa. Cabia a eles também agir internamente para beneficiar as empresas e/ou influenciar as decisões dos comitês da Caixa ou do FGTS, para aprovar ou desaprovar a concessão de empréstimos (ou os investimentos) às empresas requerentes”, disse o MPF por meio de nota.

As investigações identificaram repasses que somam R$ 89,5 milhões a Eduardo Cunha de 2011 a 2015, além de R$ de 17,9 milhões a Geddel Vieira Lima de 2012 a 2015 e R$ 6,7 milhões a Henrique Alves de 2012 a 2014, segundo o site G1.

Os procuradores pedem multa e reparação de danos que ultrapassam R$ 3 bilhões. 

Confira abaixo a lista de denunciados pela Operação Cui Bono:

Geddel Vieira Lima
Eduardo Cunha
Fábio Cleto 
Lúcio Bolonha Funaro.
Henrique Eduardo Alves
Alexandre Margotto
Wellington Ferreira da Costa
Altair Alves Pinto
Sidney Szabo
Hugo Fernandes da Silva Neto
Eduardo Montagna de Assumpção
José Carlos Grubisch
Roberto Derziê de Sant’anna
Henrique Constantino
Natalino Bertin
Reinaldo Bertin
Silmar Bertin 
Marcos Antônio Molina

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.