Breaking News
recent

Sargento do Exército é executado com três tiros

O segundo-sargento Gilson Alberto de Souza Amaral, militar da ativa do Exército, foi assassinado com três tiros na madrugada deste domingo em Austin, bairro de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. De acordo com a Polícia Militar, policiais do 20° BPM, em Mesquita, foram acionados por volta das 3h30 para verificar a morte de um homem na Estrada Luis Mário da Costa Lima. Na sequência, a perícia da Polícia Civil foi acionada. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).
Em nota, a Polícia Civil afirmou que, a princípio, está descartada a hipótese de latrocínio. A corporação acrescentou que Gilson Alberto de Souza Amaral já foi preso em flagrante por porte de arma de fogo de uso restrito.
Em 2006, Gilson Alberto de Souza Amaral recebeu a Medalha Corpo de Tropa com Passador de Prata pelos "pelos bons serviços prestados em Organizações Militares de Corpo de Tropa do Exército Brasileiro, durante mais de quinze anos", de acordo com uma portaria do Exército dodia 16 de agosto daquele ano.
"O Comando Militar do Leste lamenta informar que, na madrugada do dia 26 de agosto de 2018, o 2° Sargento Gilson Alberto de Souza Amaral foi encontrado morto em via pública na região do bairro de Austin, em Nova Iguaçu (RJ). As circunstâncias da morte serão investigadas em inquérito policial. O Sargento estava afastado de todas as suas funções desde março de 2017, para realização de tratamentos de saúde", informou, em nota, o Comando Militar do Leste.



O Exército não comentou se o militar já respondeu a alguma investigação pela prisão por porte de arma de fogo de uso restrito.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.