Breaking News
recent

Reta final das operações “Gênesis e Fraternos”, ouriçam os políticos em Porto Seguro.

0 822
Em fases de conclusão, de acordo informações de autoridades federais, o fechamento desses inquéritos pela polícia federal, tem tirado o sono de muita gente.
A operação “Gênesis”, ainda de acordo informações, já se encontra praticamente conclusa, com o depoimento de todos os envolvidos e daqueles que as autoridades consideraram necessários e, em alguns dias, o município terá conhecimento dos indiciados.
Já a operação “Fraternos”, bem mais complexa, não só pelo fato da formação da denominada “ciranda financeira”, envolvendo os três municípios da fraternidade; Porto Seguro, Eunápolis e Sta. Cruz Cabrália, mas também, pelo nº de empresas envolvidas, o nº de pessoas citadas para serem ouvidas-  localização dessas pessoas- , deve demorar mais um pouco para as conclusões finais.
Essas operações foram deflagradas em julho e novembro do ano passado, respectivamente, e há muito exige esmero, dedicação e, sobretudo, extrema competência dos federais e do Ministério Publico Federal para sua apuração. Um verdadeiro Xadrez de Fraudes e irregularidades; Dezenas de empresas tabuladas e centenas de pessoas armando lances ousados, ardilosos e capciosos, num verdadeiro e provocador desafio à inteligência das autoridades federais.
O grau de dificuldade para o desfecho final dessa operação (“Fraternos”) forçou a polícia federal a deslocar a tomada dos depoimentos, tendo que ouvir pessoas em Itabuna, Ilhéus, Itaberaba, etc., e no momento, as oitivas estão sendo realizadas em Salvador.
Na capital do estado devem ser tomados os depoimentos das irmãs Belanisia, pessoas humildes e sem o menor cacife financeiro para suportarem as transações bancárias realizadas em suas contas, e figurarem como sócias de empresas detentoras de contratos milionários celebrados com as Prefeituras de Porto Seguro Eunápolis e Sta. Cruz Cabrália.
Outros também que deverão ser ouvidos na Baía de Todos os Santos é a Sra. Margareth Marinho Santos, considerada o pivô da operação deflagrada pela polícia federal, juntamente com o Secretário de Obras, Marlus Brasileiro; e o Secretário de Relações Institucionais, Sr. Mauricio Pedrosa, tido como o braço direito do grupo.
O depoimento deste último é considerado o mais emblemático, pois além ser pessoa da extrema confiança dos “fraternos”, detém informações e conhecimento detalhados das operações e licitações consideradas irregulares e fraudulentas pelo MPF e PF.
Podemos deduzir que a operação “fraternos” está na fase de corte das últimas cabeças da “Hidra”.
A expectativa e ansiedade na cidade pelo desfecho da operação são enormes, especialmente pela proximidade das eleições proporcionais de outubro, em que alguns candidatos terão o apoio da irmandade na região, sendo que a própria família ensaia a apresentação da filha do casal como candidata a deputada estadual; regenerando a cabeça da “Hidra”, reiniciando um ciclo de espetáculo, que todos já conhecemos o trágico final.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.