Breaking News
recent

PF prende executivo em nova operação da Lava Jato no Rio

Segundo delação, João Paulo Julio de Pinho Lopes teria usado corretora de valores da qual é sócio para receber propina, que seria destinada a Júlio Lopes, ex-secretário de Transportes do Rio, e Augusto Nades, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU)

Executivo foi preso em seu apartamento em Botafogo

Rio - A força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio prendeu, na manhã desta sexta-feira, o empresário João Paulo Julio de Pinho Lopes. Ele é acusado de usar a corretora de valores da qual é sócio, a Advalor, para fazer movimentações financeiras ilegais e que seriam destinadas a Júlio Lopes, secretário estadual de Transportes na gestão do governador Sérgio Cabral, e de Augusto Nardes, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). Pinho Lopes foi preso em seu apartamento, em Botafogo, na Zona Sul.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.