Breaking News
recent

Wagner justifica escolha por Coronel e aconselha Câmara para Lídice

Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba
Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba

O ex-ministro Jaques Wagner (PT), pré-candidato ao Senado Federal na chapa do governador Rui Costa, comentou a saia justa do partido com a senadora Lídice da Mata (PSB) e defendeu a possível escolha pelo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel (PSD), para a segunda vaga: “são o maior partido da base e vão ficar fora [da majoritária]?”.
Em entrevista ao Estadão, o petista destacou a trajetória da socialista, a importância dela para a manutenção do PSB no campo da centro esquerda no plano nacional, mas ressaltou que já conversou bastante com a companheira histórica e sugere que ela dispute as eleições para a Câmara dos Deputados, para permanecer “na cena federal”.
Quanto à estratégia de Rui em optar por Coronel, Wagner defende que não é mera questão de governabilidade e reiterou o argumento do governador sobre a “desobediência” à resolução da executiva nacional do PT, que orientou alianças com partidos como PSB e PCdoB nas eleições estaduais.
“Claro que a chapa estadual baiana não vai passar pela nacional, porque a Bahia tem uma posição consolidada. Eu particularmente não vejo constrangimento nenhum”, concluiu.
Cartão Vermelho – Alvo de operação da Polícia Federal sob suspeita de envolvimento em fraude no valor de R$ 82 milhões, em possível superfaturamento nas obras da Arena Fonte Nova, o ex-governador se diz tranquilo e acredita que isso não vá pesar durante a campanha.
“Eu já fui citado em algumas delações, isso foi para as mãos do ministro (Edson) Fachin, veio para cá, então esse é um processo meramente de investigação. Não tem nem denúncia. […] eu quero reafirmar que nenhum delator falou de superfaturamento ou sobrepreço”.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.