Breaking News
recent

TRT-BA marca julgamento que pode encerrar greve de trabalhadores das obras do metrô



O Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-BA) julgará o dissídio dos trabalhadores da construção pesada, que estão em greve, no dia 26 de abril, às 14h. A categoria está em greve desde a última sexta-feira (6) e afeta diversas obras no estado, entre elas, a do metrô de Salvador. A greve adiou a inauguração da estação do metrô do Aeroporto de Salvador. A audiência realizada na manhã desta sexta-feira (13) no TRT acabou sem acordo entre o Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada (Sinicon) e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem do Estado da Bahia (Sintepav). No entanto, se as partes chegarem a uma conciliação antes do julgamento podem comunicá-la ao Tribunal. Na quarta-feira (11), a presidente do TRT, Maria de Lourdes Linhares, propôs o retorno dos empregados ao trabalho, tendo em vista que ainda não foram encerradas as negociações entre as partes. O dissídio coletivo foi suscitado pelo Sinicon depois do início da greve no último dia 6. O impasse nas negociações, de acordo com o Sintepav, envolve a falta de obrigatoriedade do pagamento da cesta básica; a suspensão do contrato de experiência de 30 dias, e a retirada da obrigatoriedade do pagamento da chamada Participação nos Lucros e Resultados (PLR), entre outros pontos da nova convenção coletiva. Segundo a presidente do TRT, caso as partes não entrem em consenso na próxima audiência, será designado um relator e o processo vai a julgamento. A mobilização foi iniciada contra a retirada de direitos previstos nas Convenções Coletivas de Trabalho anteriores, como cesta básica; contrato de experiência de 30 dias,a obrigatoriedade do pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR)  e questões de segurança e saúde no trabalho.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.