Breaking News
recent

Santa Catarina se despede de Caroline


Santa Catarina se despede de Caroline
Não há qualquer dúvida de que uma pessoa de 32 anos de idade tem uma vida pela frente, mesmo que trabalhe em uma profissão de risco e de combate direto à criminalidade nas ruas, na importante função de soldado da Polícia Militar. A grande tristeza que cerca a história da soldado PM Caroline Pletsch, sepultada no final da manhã, desta Sexta Feira Santa, em Chapecó, estava no rosto e nas palavras de cada presente ao momento da despedida derradeira.
Do comandante-geral da corporação, o coronel Araújo Gomes, aos colegas de 2º Batalhão, mas também do Corpo de Bombeiros Militar e de outras instituições policiais, as homenagens não escondem a verdadeira reflexão que acompanha o triste acontecimento. O risco que a sociedade corre, de norte a sul do país, onde os bandidos fazem de policiais alvos e da população refém do medo. O choque de segurança deve ser uma das prioridades de todos os governos e devemos nos lembrar que este é um ano de eleições.

Momentos de terror
O marido da soldado Caroline, o sargento Marcos Paulo da Cruz (foto, ao lado de Caroline), 43 anos, sobreviveu à ação dos bandidos em uma Pizzaria no Parque das Dunas, uma das regiões mais violentas da capital Natal (Rio Grande do Norte), de acordo com as autoridades locais, e contou à Polícia Civil potiguar que os assaltantes chegaram ao local, onde ele e a mulher estavam, e sismaram que ele era policial. Marcos Paulo tentou dominar um dos dois criminosos, sua arma caiu e Caroline tentou ajudá-lo quando foi atingida por um dos assaltantes. Ela não resistiu aos ferimentos a caminho do hospital e o sargento, que foi atingido antes da fuga dos bandidos, sobreviveu depois de passar dias no Hospital da PM do Rio Grande do Norte. Os dois policiais catarinenses passavam férias em Natal e estavam hospedados em uma 

DIVULGAÇÃO PM

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.