Breaking News
recent

Dinheiro de propina do Rio de Janeiro era vendido em espécie a corruptos


(Foto: ABr/Arquivo)
O dinheiro oriundo de propina envolvendo o governo de Sérgio Cabral (MDB) no Rio de Janeiro era vendido em espécie em outros esquemas de corrupção. De acordo com reportagem do UOL, investigações da Operação Lava Jato mostram que os doleiros Vinicius Vieira Barreto Claret, conhecido como Juca Bala, e Cláudio Fernando Barbosa, também chamado de Tony, faziam uso do artifício em negociações.
O esquema utilizado teria sido descoberto a partir das investigações da Operação Rizoma, realizada pela Polícia Federal (PF) em parceria com o Ministério Público Federal (MPF) e Receita Federal na quinta-feira (12).
A dupla faria parte do esquema no governo fluminense desde 2007, quando moravam no Uruguai. No país sul-americano, eles seriam responsáveis por emitir montantes em reais para posterior conversão em créditos em dólar.
O alto valor envolvido no esquema e a grande quantidade de cédulas recebidas pelos suspeitos teria feito com que os doleiros tomassem a iniciativa de utilizar o mercado paralelo para efetuar a venda em espécie. Acusados de corrupção, então, adquiriam montantes para corromper agentes públicos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.