Breaking News
recent

STF, ACM Neto e a janela partidária

Imagem: Pesquisa Google Imagens
Marco Wense
Pode faltar de tudo na primeira semana de abril, menos emoções para quem gosta e acompanha o emaranhado e movediço processo político.
Os sete primeiros dias do mês vão ser marcados por decisões importantes, que podem modificar o cenário eleitoral em todo o país.
Em 4 de abril, o Supremo Tribunal Federal (STF) julga o Habeas Corpus preventivo impetrado pela defesa do ex-presidente Lula. Se o resultado for favorável ao petista, Lula fica leve, livre e solto para continuar fazendo campanha.
Em relação à inelegibilidade, os advogados de Lula acreditam que vencida a batalha na instância máxima, o caminho fica mais fácil para enfrentar a Lei da Ficha Limpa na Justiça Eleitoral.
ACM Neto, prefeito soteropolitano, tem até o dia 7 para se desincompatibilizar do cargo e sair candidato na sucessão do governador Rui Costa (PT-reeleição).
Sempre fiquei do lado dos que acham que Neto vai disputar o comando do Palácio de Ondina. As pressões são enormes, tanto lá de Brasília como aqui na planície.
A permanência do alcaide no Thomé de Souza seria como cortar seu grupo político em vários pedacinhos. Deputados estaduais e federais, não reeleitos, iriam culpar o chefe do Executivo pelo insucesso nas urnas.
Para completar o início de abril de emoções, a tal da janela partidária que permite mudar de legenda sem o risco de perder o mandato.
Essa janela é o que a gente costuma chamar de “jeitinho brasileiro”, um meio para driblar o já esquecido e enterrado instituto da fidelidade partidária.
Agora com um detalhe: do outro lado da janela são muitos milhões de reais. Vai ser a mais escandalosa negociação de mudança de partido da história da República.
Um toma-lá-dá-cá que chega a R$ 2 milhões. Tudo em troca de um maior tempo no horário eleitoral e mais verbas públicas para os fundos partidário e eleitoral visando a eleição de 2022.
Os sete primeiros dias de abril vão ser realmente emocionantes. Na minha modesta opinião, o STF livra Lula da prisão, ACM Neto será candidato e as propostas pecuniárias da janela partidária vão aumentar.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.