Breaking News
recent

Padre segue em estado grave após ataque; sobrinho diz que ele tentou se defender

Padre segue em estado grave após ataque; sobrinho diz que ele tentou se defender
Foto: Arquivo / Acorda Cidade
O padre Carlos Vianei segue internado em estado grave na UTI do Hospital Unimed, depois de ser atacado com golpes de facão na última sexta-feira (23), em frente à sua casa (veja aqui). Ao Acorda Cidade, o sobrinho do líder religioso, João Vianei, informou que o padre teve ligamentos rompidos, lacerações nas mãos e no maxilar. Os médicos disseram que é necessário esperar o prazo de 72 horas após o ocorrido para ver a evolução do quadro. O que se sabe é que há risco de infecção, devido às reações químicas causadas pelo trauma. "O quadro está estável em relação aos exames clínicos e ele já fez uma diálise. Fizeram intervenções cirúrgicas e a intenção é tirá-lo do risco de morte. Ele tentou se defender e por sorte não afetou nem o tórax, pescoço e abdômen. No momento da agressão algumas pessoas perceberam e também uma irmã minha que mora perto. Tentaram conter o agressor e usaram um pedaço de madeira para que ele parasse. Pouco depois a polícia chegou", disse ele à publicação. O agressor foi identificado como Raimundo Marcos Vieira Bento, de 33 anos, e é conhecido de infância de João Vianei. Há alguns anos ele passou a usar drogas, algo repreendido pelo padre. "Ficamos sabendo que em algum momento Raimundo chegou até a ameaçá-lo, mas meu tio nunca nos disse nada. Talvez por receio que tomássemos alguma atitude. Acredito que ele perdeu o senso da realidade e, inclusive, já teve internação por problemas mentais. Não se pode considerar que ele tem as faculdades mentais garantidas e já ficou provado em outras ocasiões que ele é agressivo", acrescentou. A família do padre espera que a justiça seja feita. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.