Breaking News
recent

Na Uirapuru, Ministro do STF diz que seu voto ao habeas corpus do ex-presidente Lula já está decidido

Créditos: Daniela Cenci/Rádio Uirapuru
Na Uirapuru, Ministro do STF diz que seu voto ao habeas corpus do ex-presidente Lula já está decidido
Distante cerca de 100km de Passo Fundo, o município de Rondinha está comemorando 100 anos de emancipação política administrativa. Fazendo parte das comemorações, o município recebeu ontem (29) o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. Fachin nasceu no interior de Rondinha e lá permaneceu até os três anos quando a família se mudou para o estado do Paraná.
Em entrevista exclusiva na Rádio Uirapuru, o ministro falou da alegria em estar no município e que, para ele, rever as origens é uma forma de nascer de novo. Fachin é relator da Operação Lava Jato no Supremo. Afirmou que o trabalho está indo bem, no ritmo que deveria e com ações e inquéritos executados. Sobre as ameaçadas que vinha sofrendo, disse que qualquer preocupação que havia já está dissipada.
Fachin também é relator do pedido de habeas corpus preventivo apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O magistrado foi contrário à análise do habeas corpus pelo Supremo e votou contra a suspensão da sessão do STF que adiou o julgamento para o dia 4 de abril, na próxima quarta-feira. Conforme o ministro falou ao vivo na Uirapuru, o seu voto está decidido e a minuta já foi encaminhada ao colegiado, até para dar rapidez ao julgamento. A expectativa do ministro Fachin é de que o julgamento seja concluído na própria sessão.
O prefeito de Rondinha, Ezequiel Pasquetti, contou à Uirapuru do orgulho do município em fazer parte da história do ministro. De acordo com o prefeito, o ministro saiu de Rondinha aos três anos de idade, contudo em todos seus pronunciamentos fala sobre sua cidade natal. Pasquetti contou ainda, que entre as programações com o ministro esteve uma conversa de Fachin com pessoas que tiveram contato com a família. Neste encontro, os munícipes contaram ao ministro lembranças que tinham daquela época.
Uma das pessoas que participou do encontro foi o senhor Reni Sartoretto, que foi o primeiro vizinho da família Fachin. Sartoretto contou que na época de batizar o ministro, a sua irmã que era para ser a madrinha não pode estar presente, e ele acabou a representando. O morador contou ainda que os pais do ministro Fachin eram considerados na época os maiores criadores de gado do município.

Imagens Relacionadas

Clique nas imagens para ampliá-las.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.