Breaking News
recent

Guilherme Bellintani é o novo presidente do Bahia

Com 82% dos votos, candidato da situação é aclamado pelo sócios do tricolor
O Esporte Clube Bahia tem um novo presidente. Aos 40 anos, o advogado Guilherme Bellintani foi eleito por 81,48% (3.626 votos) dos sócios do clube em eleição ocorrida neste sábado (9). Abílio foi o segundo colocado, com 9,24% (411 votos), Fernando Jorge o terceiro, com 8,79% (391 votos) e Binha foi o menos votado com 0,49% (22 votos). A eleição atual teve 4.472 votos e superou a última, que teve 4.181.
Bellintani sucederá o jornalista Marcelo Sant'Ana no comando do tricolor e tem os mesmos grupos de apoio do atual presidente, Simplesmente Bahia e Revolução Tricolor (RT). Sant'Ana foi eleito para o Conselho Deliberativo do clube pela RT, que terá 42 cadeiras no órgão. 
"A primeira ação sobretudo é afirmar os acertos dos últimos anos. Nós precisamos afirmar esses projetos como projetos de continuidade, que vai sobretudo aportar toda e intensamente toda a ação na preservação do que foi conquistado. Agora a torcida não quer só isso. A torcida quer algo mais ea merece algo mais. Afirmar os acertos significa também  olhar para os erros, corrigi-los. Entender que sucedemos uma gestão que foi muito mais de acertos, do que erros. Ms se houve erros e de fato houve, a gente tem que buscar corrigir para que nos próximos três anos  sejam muito maiores que os últimos tres", afirmou o novo presidente, antes de convocar seus eleitores a 'bebemorar'.
Doutor em Desenvolvimento Regional e Urbano pela Universidade Salvador (Unifacs), Bellintani é sócio, diretor-geral e professor da Faculdade Baiana de Direito e um dos fundadores do Juspodivm, editora de livros jurídicos, e tem passagem na prefeitura municipal como secretário de turismo, de educação e de desenvolvimento e urbanismo. Ele ocupará a cadeira de presidente tricolor até o final de 2020.
O também advogado Vitor Ferraz, superintendente jurídico na gestão Sant'Ana, é o novo vice-presidente do Esquadrão. Pedro Henriques, ex-ocupante desta cadeira, também ficou com uma vaga no Conselho Deliberativo.
O Impasse 
Desde o início da votação, por volta das 9h30 da manhã, o candidato Fernando Jorge, da chapa Voltar a Sorrir, mostrava a intenção de entrar compedido junto à comissão eleitoral para impugnar as urnas das seções 19 e 20. Nelas, votaram os sócios que não estavam em dia com o clube antes do dia 30 de novembro e regularizaram a sua situação posteriormente.
Pela tarde, 11 das 13 chapas que concorreram para diretoria executiva e Conselho Deliberativo concordaram em fazer o pedido de impugnação das tais seções. Apenas as chapas do grupo de Abilio Freire, Mais um, Baêa, não assinaram. As urnas nestas seções foram recolhidas por meio de cédula de papel. O resultado da eleição para presidente e vice, no entanto, independe da impugnação ou não das urnas de cédulas. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.