Breaking News
recent

Duelo Rui Costa versus ACM Neto começa como partida de futebol


A disputa pela sucessão na Bahia ganha ritmo acelerado, com os adversários estudando o outro time e sondando qual jogador poderão atrair para o seu lado. É uma competição cujo resultado tem até chance de ser conhecido em jogos (turnos) de ida e volta.

Mas os treinadores de cada lado não costumam, sequer, citar o nome do oponente, como ficou claro na manhã de sexta-feira (15), durante visita guiada ao recém-inaugurado Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus.

Vamos às metáforas da nossa competição. O técnico Rui Costa, que pretende continuar na liderança após 2018, conta com um auxiliar até então leal. O nome dele é João Leão, mas o apelido em campo é “Leãozinho”. Este garante estar satisfeito com os gols marcados e confessa querer trazer partidos (ops, clubes!) do campo oposto para jogar na equipe atual.

O técnico, numa linha discreta, parece não ser adepto das faltas sem bola – aquele anti-jogo. Mas garante que fará de tudo para, digamos, manter o time coeso. Isso porque correram informações, que chamou de “boatos”, sobre propostas para levar o passe de alguns titulares.

Costa, à beira das quatro linhas apelidado de “Correria”, deu suas cutucadas. Apesar de não citar o nome de ACM Neto, tido como principal oponente, quando for autorizado – de verdade – o início da competição.

“Triste do time que não tem craque no banco querendo entrar pra ser titular. Tem time que tá assim, tá caçando candidato porque não tem ninguém pra jogar no time. Está doido querendo contratar um jogador do time adversário. Porque no time dele não tem jogador bom o suficiente para ganhar a partida”, cravou o técnico/alcaide.

Lembrando que há mais de 10 milhões de juízes para apitar o final dessa partida, hein? Nada de faltas que cavem cartão amarelo ou vermelho.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.