Breaking News
recent

Na Sombra Do Poder

Digo que fico!
Não, não foi uma mensagem à nação. O dia do fico foi mais um dia como outro qualquer na rotina do ministro-chefe da secretaria de Governo, Antonio Imbassahy. Em meio ao queixume do Centrão do Congresso, o tucano da Bahia já viu seu nome publicado em inúmeras ocasiões como “carta fora do baralho”. Nesta quarta (22), a diferença é que o influente peemedebista, Carlos Marun, resolveu se promover a ministro no lugar do baiano. Temer remediou e manteve as coisas como estão. No Planalto a informação é de que, por ora, tudo fica como antes. 
Ficou, mas…
Temer negocia cada peça ao seu alcance para aprovar aquilo que lhe convém. Em verdade, os financiadores de sua ascensão à presidência e de sua permanência no cargo enviam a fatura que é liquidada com ministérios, recursos públicos à disposição dos parlamentares, aprovação e sanção de projetos que vão desde refis à redistribuição da partilha do pré-sal. Tudo organizado e, por vezes, há uma divergência entre as forças que influem na decisão do presidente. Aí entra em campo a tropa de choque. Imbassahy, até então tem aparado o raio para o presidente. Até quando ninguém sabe.
Mais cultura
Em Brasília, no final da noite desta quarta, circulava que Imbassahy fica por mais um dia ou uns dias e que será Marun o indicado. Dizem que o peemedebista tem força para “bater no peito” de ministro e exigir que atenda os deputados. É o que querem os aliados do governo. Imbassahy pode ir para o ministério da Cultura. 
Sou “todo” ouvidos…
Enquanto fazia um périplo pelas ruas dos Barris, quando da entrega de obras de requalificação do bairro, o governador Rui Costa foi abordado por um morador. Uma das queixas do homem era referente às bocas de lobos que, segundo relatou, entopem em dias de chuva. 
Solícito, Rui Costa quis ouvir outros queixumes do morador-eleitor. “Aqui também falta segurança”, disse, ao que o governador perguntou:
- Você já falou com o comando da PM do local? 
O homem de pronto respondeu:
- Sim.
- Qual é o nome do comandante, perguntou Rui.
- Prisco, respondeu o homem.
Essa foi a ‘senha’ para que Rui fechasse o semblante. 
Retroativo
Após o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) normatizar o pagamento de 13º para agentes políticos municipais, gerou burburinho nos corredores da Câmara Municipal de Salvador (CMS) a informação de que alguns vereadores mais antigos pleiteavam o retroativo de todos os anos anteriores com base no salário atual, que é R$ 18.732,00. O vereador mais longevo na Casa é Alfredo Mangueira (PMDB), que se elegeu pela primeira vez em 1992. Leo Prates (DEM) já fez questão de negar que a benesse será concedida.
Chegada 
Conta o presidente da Assembleia Legislativa, Angelo Coronel, que tomou um susto quando, durante a sua chegada da Alba da viagem que fez a China, viu uma aglomeração na rampa do Palácio Luís Eduardo Magalhães. De imediato achou que fosse alguma manifestação de alguma categoria. Quando desceu do carro viu que se tratava da recepção de funcionários da Casa. Respirou aliviado. 
Precedente
Ao promulgar a lei de sua autoria que possibilita as Obras Sociais Irmã Dulce alugarem uma parte do terreno onde funciona o Centro Educacional Santo Antônio em Simões Filho, Coronel respondeu a uma provocação desta coluna sobre abrir precedente. Afirmou, que se trata de um precedente do bem e que vale a pena apostar nestas iniciativas. A reportagem, assim como a sociedade, está tão calejada que às vezes o primeiro questionamento no campo político é negativo. Efeito do tempo que precisa mudar.
Olha lá
A rádio corredor dá como certa a migração de Maurício Trindade para o PSL. Será candidato estadual. A princípio o partido continua com Rui Costa, mas tudo pode acontecer. Maurício é do DEM e emprega quatro familiares do prefeito de Camaçari, Elinaldo (DEM), em seu gabinete. 
Jogo não combinado
Pegou muito mal na base aliada a nomeação, com salários vultosos, desses familiares de Elinaldo no gabinete de Maurício Trindade. Além de tudo faltou combinar com os russos, ou melhor, com os caciques de Camaçari, que são o deputado federal Paulo Azi (DEM-BA) e o ex-prefeito de Camaçari, Helder Almeida.  
Veja bem
Uma coligação proporcional começa a ser desenhada. PV e PSL não descartam firmarem um acordo para que consigam votos suficientes para eleger a maior quantidade de representantes possíveis no Legislativo estadual. Os entraves estão ligados ao campo político. O PSL está com Rui e o PV com Neto. Mas na hora da sobrevivência tudo pode mudar. Atestam duas das principais lideranças dos dois partidos.
Ouça bem
Capim Guiné é uma das músicas mais difundidas do talentoso cancioneiro baiano Wilson Aragão. Pareceria dele com Raul Seixas, a música caiu no mundo. Um artista influente da música baiana gravou e não colocou o crédito. A Wilson coube procurar a Justiça. A situação contínua se arrastando e lá se vão dois anos nesta espera. Interessante é que na primeira audiência os advogados do músico que gravou ofereceram R$ 20 mil. Os advogados do compositor não aceitaram e o juiz baixou para R$ 15 mil o preço a se pagar. Obviamente, coube recurso e é ele que corre há dois. 
Lava Jato
Todo malfeito ou crime cometido por algo que esteja próximo à Petrobras na Bahia é automaticamente direcionado ao PT estadual. Desta vez foi a prisão de José Antonio Jesus, ex-gerente da Transpetro. Tão logo ele foi preso, o telefone de um deputado petista tocou. Do outro lado da linha era o presidente do PT baiano, Everaldo Anunciação, perguntando: você sabe quem é esse cara? As informações iniciais dão conta de que Jesus estava só nesta empreitada. 
Desafogo
O presidente da Assembleia, Angelo Coronel (PSD), prometeu rever os contratos com fornecedores do Legislativo e fechar a torneira. Tem cumprido isso. Nesta semana publicou os R$ 17,5 milhões de superavit e está fechando as contas do ano para divulgar a economia total. A estimativa é que o número chegue a R$ 32 milhões. O orçamento da ALBA foi de R$ 529 milhões. Para se ter uma ideia, o contrato de telefonia da Casa custava algo próximo a R$ 1 milhão por mês, caiu para R$ 100 mil sem prejuízo de serviços.
O respiro de Rui 
O superavit será utilizado para pagamento do plano de cargos e salários, reformas prediais e outras despesas como indenizações. O fato é que depois de algum tempo, a ALBA não vai necessitar de suplementação. Já um começo. Rui respira aliviado.
Crédito
O Bradesco continua responsável pela prestação de serviços bancários da ALBA. O contrato vale por cinco anos e custou à instituição financeira R$ 9 milhões. Na gestão anterior foram arrecadados pela Assembleia R$ 5 milhões.
Cem ou sem deputados
O jantar oferecido por Temer no Palácio para medir a temperatura da base aliada foi, digamos, uma furada. Cem deputados estavam lá. Entre os quais, muitos não topam votar. O presidente precisa de mais de 300 votos. Não tem clima, como disse um dos presentes. 
A parte que lhes cabe neste latifúndio
Se tudo se desenrolar como está até 2018 a chapa governista vai de Rui, Leao na vice, Coronel e Wagner no Senado. Outros aliados como PCdoB deverão indicar suplentes do Senado, como o PSB também e/ou PDT e PR. Carletto tem corrido por fora para se viabilizar, mas ainda não conseguiu tanto. 
Parceiro-Parceiro
Por falar em chapa majoritária, a permanência do PP na base aliada de Rui está sendo mantida pelo vice-governador João Leão. Principal liderança do partido, o “bonitão” é quem está, com unhas e dentes, urrando para segurar o ímpeto dos pepistas que a cada dia escondem menos a simpatia pelo outro lado.
Júri
O vereador de Jequié Soldado Gilvan vai a júri popular. Acusado de homicídio qualificado, o edil já manifestou que apoia um deputado estadual que vai tentar a cadeira de federal. Resta saber se o parlamentar em questão vai querer.
Filiação democrática, semelhança comunista 
Mal chegou à Câmara de Salvador e o vereador do mandato tampão, Demétrio (DEM), já foi zoado no Plenário Cosme de Farias: o democrata foi chamado de Orlando Silva, ex-ministro dos Esportes, filiado ao PCdoB.
Só de pirraça
E por falar no suplente, os comentários nos bastidores dão conta de que o titular da cadeira, Cláudio Tinoco, secretário de Turismo de Salvador e vereador licenciado, não soube da movimentação. Se tivesse se retado, poderia ter voltado só de pirraça para acabar com a farra.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.