Breaking News
recent

Garotinho comemorou prisão de Picciani horas antes de ser detido: 'Não terminou faxina'

Quarta, 22 de Novembro de 2017 - 12:40


Garotinho comemorou prisão de Picciani horas antes de ser detido: 'Não terminou faxina'
Foto: Agência Brasil
O ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ) comemorou a prisão dos deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB, horas antes de ser preso pela Polícia Federal nesta quarta-feira (22). Em uma transmissão ao vivo no Facebook, Garotinho chegou também a acusar de corrupção outros setores do Estado. "Tem até aquela piadinha do PMDB, o Partido do Movimento Democrático de Benfica, está todo mundo em Benfica. Os três deputados, o ex-governador [Sergio Cabral], os seus principais auxiliares, os seus operadores, vários empresários. Uma situação terrível. É preciso que a populaão acorde, porque ainda não terminou a faxina. Faltam outros setores que foram altamente envolvidos com essa safadeza toda", destacou. De acordo com O Globo, na segunda-feira (20), Garotinho já havia expressado sua "vergonha, vergonha, vergonha", com a prisão de Picciani pela Operação Cadeia Velha. "Ainda vai aparecer muita sujeita por aí. Muito mais virá aí. Vocês podem anotar que muito mais. Garotinho, tem mais? Lamentavelmente, tem mais. Garotinho, tem mais gente para ser presa? Lamentavelmente. Vocês vão ver coisas que são difíceis de acreditar. A desmoralização é total", disse o ex-governador, que também acusou Luiz Fernando Pezão de continuar o esquema de seu antecessor. Dois dias depois da operação, a filha de Garotinho, Clarissa Garotinho (PR-RJ), comemorou a prisão de Jorge Picciani, porque "estão caindo" os "bandidos que destruíram o Rio de Janeiro". "É hora de dizer basta", escreveu ela no Faceobook. Anthony Garotinh e Rosinha Garotinho foram presos nesta quarta-feira (22), acusados de integrar uma organização criminosa que arrecadava recursos ilícitos com empresários para financiar campanhas eleitorais (veja aqui). Eles negam as acusações e dizem que são alvo de perseguição. A página do ex-governador no Facebook está fora do ar.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.