Breaking News
recent

Maioria dos deputados baianos deve votar contra Temer; expectativa é que denúncia seja barrada



A Câmara de Deputados analisa e vota nessa quarta-feira (25), o parecer do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que é contra a admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral, Moreira Franco.
O parecer foi aprovado na Comissão de Constituição e de Justiça (CCJ) por 39 votos a 26, com uma abstenção.
Temer é acusado em denúncia apresentada pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot, em setembro, de ser um dos líderes de uma organização criminosa que atuava na Câmara. Os dois ministros são apontados como integrantes do grupo. O governo precisa de 342 deputados marcando presença para que seja iniciada a votação, após isso, Temer precisa de 172 votos, do total de 513 deputados.
Uma vez que o quórum mínimo seja alcançado, o presidente deve sair vitorioso novamente, contudo, informações chegadas ao BNews dão conta de que o placar pró-Temer não deve se repetir de modo que o governo deve manter-se como está embora mais fragilizado.
Na primeira acusação que pesou sobre Temer, em agosto, dos 39 deputados federais baianos, 29 deles votaram pela abertura da investigação pelo STF.
A expectativa é que o cenário se repita. 
Em entrevista ao BNews, o deputado federal Jorge Solla (PT) afirmou que vota pela continuidade do processo. O voto deve ser acompanhado pelos outros deputados da legenda.
O PR informou não ter ainda uma posição consolidada sobre o assunto. “Amanhã teremos uma reunião de bancada para saber a posição de cada um. Eu ainda não tenho decisão definida, o voto é de bancada. Até agora não existe nenhum tipo de orientação do partido sobre a denúncia”, afirmou José Rocha. Na primeira denúncia, o partido votou pelo arquivamento do processo.
Durante evento do PCdoB, a deputada Alice Portugal afirmou que a bancada já se prepara para a votação e que o posicionamento do partido é o de encaminhamento ao STF.  “Nós estamos realmente imbuídos em fazer com que a segunda denúncia contra o Michel Temer seja acatada pelo congresso nacional e que possamos efetivamente rumar para o debate de uma eleição direta que poderia, inclusive, ser antecipada. Se aquele congresso assim o quiser. Existem mecanismos institucionais para fazê-lo”.
O deputado Cacá Leão afirmou em entrevista ao BNews na tarde dessa segunda-feira (23), que o PP ainda não tem uma definição sobre a votação. No entanto, adiantou que o cenário em Brasília pende para o arquivamento da denúncia. O partido foi um dos responsáveis por barrar a primeira acusação analisada pela Câmara.
 Antônio Britto, do PSD, votará contra temer. O posicionamento deve ser seguido pela bancada que na primeira denúncia votou a favor do encaminhamento ao Supremo. 
BNews tentou contato com representantes do DEM, PSDB E PTB, partidos que votaram a favor de Temer anteriormente para o saber o posicionamento das legendas nessa nova votação, mas até o fechamento dessa matéria não obteve sucesso. 
 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.