Breaking News
recent

Ministros do STF não apoiam anulação de provas da delação de Joesley e Saud


Ministros do STF não apoiam anulação de provas da delação de Joesley e Saud
Foto: Nelson Jr./SCO/STF
De um total de 11 ministros do Superior Tribunal Federal (STF), ao menos seis são contrários à anulação de todas as provas e indícios apresentados pelos executivos da JBS em delação premiada. Segundo informações do Jornal O Globo a Procuradoria-Geral da República (PGR) deverá suspender a imunidade penal de Joesley Batista e do executivo Ricardo Saud, na próxima semana. Os ministros devem discutir a retirada de benefícios dos delatores e a validade das provas. A imunidade penal é o maior benefício previsto no acordo de delação de Joesley e Saud. Sem proteção, os dois poderão ser processados e punidos inclusive com prisão. Para a maioria da Corte, os benefícios dos colaboradores, como o direito de não serem processados, podem ser suspensos sem necessariamente invalidar as provas. A anulação de parte do acordo pode ser feita porque o áudio entregue à Procuradoria na semana passada pelos próprios delatores revela fatos que não haviam sido mencionados antes. O acordo de delação veda omissões.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.