Breaking News
recent

Eduardo Cunha: 'Só uma criança acreditaria que Janot toparia uma delação comigo'

Sábado, 30 de Setembro de 2017 - 11:00


Eduardo Cunha: 'Só uma criança acreditaria que Janot toparia uma delação comigo'
Foto: José Cruz / Agência Brasil
O ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, afirmou que Rodrigo Janot, ex-procurador-geral da República, não teve boa-fé ao negociar sua delação premiada. "Nunca acreditei que minha delação daria certo com o Janot", afirmou em entrevista à revita Época. "Só uma criança acreditaria que Janot toparia uma delação comigo. E eu não sou uma criança. O Janot não queria a verdade, só queria me usar para derrubar o Michel Temer", acrescentou. Essa foi a primeira entrevista de Cunha desde que foi preso, em outubro de 2016. De acordo com Cunha, o ex-procurador queria que ele mentisse na delação, com o objetivo de derrubar o presidente Michel Temer. Apesar do insucesso nas negociações com Janot, o ex-deputado disse estar disposto a colaborar, caso a atual procuradora-geral da República, Raquel Dodge, aceite negociar. "Estou pronto para revelar tudo o que sei, com provas, datas, fatos, testemunhas, indicações de meios para corroborar o que posso dizer", reforçou. "Tenho histórias quilométricas para contar, desde que haja boa-fé na negociação". Na entrevista, Cunha ainda avaliou a delação do empresário Joesley Batista. "O Joesley fez uma delação seletiva, para atender aos interesses dele e do Janot. Há omissões graves na delação dele. O Joesley poupou muito o PT. Escondeu que nos reunimos, eu e Joesley, quatro horas com o Lula, na véspera do impeachment. O Lula estava tentando me convencer a parar o impeachment. Isso é só um pequeno exemplo", afirmou. "O que eu tenho para falar ia arrebentar a delação da JBS e ia debilitar a da Odebrecht. E agora posso acabar com a do Lúcio Funaro", completou.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.